Seguro Desemprego: secretário da Previdência defende cobrança sobre o benefício

A reforma da Previdência e o lançamento do Programa Verde e Amarelo foram às pautas principais da edição de ontem (18) do programa Roda Viva. Veiculado pela TV Cultura, o noticiário convidou Rogério Marinho, secretário especial de Previdência e Trabalho, para debater sobre os projetos em tramitação no governo federal. Inclusive, a nova cobrança do INSS sobre o salário do seguro desemprego.

Seguro Desemprego: secretário da Previdência defende cobrança sobre o benefício
Seguro Desemprego: secretário da Previdência defende cobrança sobre o benefício

Entre os assuntos, o parlamentar falou sobre o lançamento do programa Verde e Amarelo, divulgado nas últimas semanas. Ao ser questionado sobre a reação negativa dos brasileiros para com a proposta, Rogério pontuou se tratar de uma forma de inclusão previdenciária que tem como objetivo apenas beneficiar o trabalhador.

Leia também: Trabalhadores podem solicitar Seguro Desemprego via internet; veja como fazer

As novas cobranças solicitadas para aqueles que recebem o seguro desemprego veem sendo um dos pontos mais polêmicos desde o lançamento do programa. Segundo o parlamentar, não se trata de retirar ou confiscar o salário do trabalhador, mas de criar uma inclusão previdenciária até então inexistente no país.

“Não é covardia, nem se trata de confisco ou de tirar o dinheiro do trabalhador. É uma  inclusão previdenciária, e é bom que a gente tenha a oportunidade de falar a respeito. O Congresso poderá buscar uma alternativa diferente, mas a alternativa que nós buscamos, na verdade, é uma troca que beneficia o trabalhador”, pontou.

Em entrevista, o secretário informou que as mudanças estão levando em consideração a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), na qual determina a apresentação de uma nova fonte de receita. Além disso, falou sobre a possibilidade de desenvolver propostas de cortes no orçamento de modo que compense uma possível desoneração, fazendo com que os ganhos da contribuição equilibrem as perdas das empresas.

“Não temos dúvidas do que o que nós apresentamos seja uma inclusão previdenciária. Basta fazer a conta. Estamos permitindo que o cidadão, na hora que tiver a oportunidade de se aposentar, antecipe essa aposentadoria em dois anos, em média, e ainda terá um ganho nos valores a receber”, explicou.

Obrigação dos trabalhos no Domingo

Outro ponto discutido, além da taxação do seguro desemprego, foi sobre o trabalho durante os domingos e feriados.

Rogério afirmou se tratar de uma oportunidade de gerar emprego, alegando que nunca foi proibido trabalhar neste dia, apenas serão aniquiladas as possibilidades de acordo ou convenção coletiva que resultem em cobranças para o empregador.

“Sempre foi permitido trabalhar nesses dias. Você sai da sua casa num domingo e vai a uma farmácia, vai a um posto de gasolina, vai a um restaurante onde tem pessoas trabalhando. A única coisa que nós fizemos foi permitir que o trabalho acontecesse sem a necessidade de acordo ou convenção coletiva”, defendeu.

Segundo sua equipe econômica, a previsão é que, a partir de tal reajuste, seja gerado mais de 500 mil novos empregos em todo o país durante os próximos três anos.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Seguro Desemprego: secretário da Previdência defende cobrança sobre o benefício

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA