Restituição do IRPF não caiu na conta? Veja o que fazer

Nesta segunda-feira (18), a Receita Federal começou a liberar as restituições do sexto e penúltimo lote do Imposto de Renda 2019. O lote também irá contemplar aqueles que caíram na malha fina nos últimos anos e tiveram sua situação regularizada. O pagamento da restituição do IRPF vem sendo liberada diretamente na conta bancária fornecida pelo contribuinte, entretanto, aqueles que não receberam a quantia devem entrar com recurso.

Restituição do IRPF não caiu na conta? Veja o que fazer
Restituição do IRPF não caiu na conta? Veja o que fazer

Ao todo, espera-se que cerca de 1.365.366 contribuintes deverão receber R$ 2,1 bilhões Não constatar o valor em conta não significa ter caído na malha fina.

Notícia relacionada: Receita Federal deposita nesta segunda-feira (18) 6º lote de restituição do IRPF

Muitas vezes acontece que ao fornecer os dados bancários o contribuinte deixe passar algum erro nos dígitos, impedindo que o deposito seja feito. Em casos como esse, é possível receber o dinheiro que ficará retido temporariamente.

Para regularizar a situação, basta entrar em contato com qualquer agência do Banco do Brasil, seja presencialmente ou pela Central de Atendimento, com os números: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Na sequência, solicite um agendamento de crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome.O valor fica disponível para saque durante o período de 12 meses.

Caso não haja a retirada dentro desse prazo o contribuinte precisará fazer um requerimento online, por meio do Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Como checar se a restituição do IRPF foi liberada?

Para saber se pode sacar a restituição é preciso acessar o Site da Receita Federal ou ligar para o Receitafone, no número 146. Quem quiser conferir por meios digitais, pode baixar o aplicativo Pessoa Física, disponível para os sistemas Android e iOS. Nele constará se as informações concedidas estão corretas ou se há alguma inconstância que impede o deposito.

Valor da restituição do IRPF tem correção monetária?

O cálculo total da restituição é feito pela Selic (taxa básica de juros) e não tem correção uma vez em que cai na conta. Os percentuais de ajuste variam de 4,02% (maio de 2019) a 112,3% (declarações entregues em 2008).

Não estou neste lote. Caí na malha fina?

O pagamento começou ontem (18), entretanto vai até o dia 16 de dezembro. Nesse caso é preciso esperar até que o valor caia na conta. Se houver alguma incompatibilidade é possível conferir pelas plataformas digitais já citadas.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Restituição do IRPF não caiu na conta? Veja o que fazer

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA