Como usar o valor do FGTS? Dicas para usufruir da liberação do fundo

O governo anunciou a liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), mas muita gente irá sacar o seu dinheiro e não sabe como usufruir dele da melhor forma. Desde setembro os trabalhadores que atuam com carteira assinada puderam sacar o valor do FGTS de até R$500 por conta.

Como usar o valor do FGTS? Dicas para usufruir da liberação do fundo
Como usar o valor do FGTS? Dicas para usufruir da liberação do fundo

No mês de julho, o governo editou a medida provisória 889/19, criando o saque imediato e o saque-aniversário.

Saiba também: Quem vai receber multa do FGTS menor na demissão sem justa causa? Veja

Porém, o deputado Hugo Motta (Republicanos –PB), quer aumentar o valor do saque. Motta apresentou um texto e propôs um aumento no valor do saque imediato das contas do FGTS de R$ 500 para R$ 998 reais, valor atual do salário mínimo do país.

Os saques de R$ 500 já estão sendo feitos pelos trabalhadores, mas caso a medida provisória seja aprovada e sancionada pelo Presidente da República, os clientes que se enquadram nas regras do salário mínimo e já sacaram o valor do FGTS de até R$500, podem voltar a Caixa e sacar os R$ 498, restante do dinheiro.

Independente de quanto sacar o importante é saber usar o dinheiro que receber. Confira algumas das coisas que os trabalhadores podem fazer ao sacar o seu FGTS.

Como usar o valor do FGTS

Caso o trabalhador tenha contraído dívidas, é aconselhável que use o dinheiro para pagar parte delas e até quita-las. Isso deve ser feito principalmente se estas dívidas consumirem boa parte de sua renda mensal.

O governo pretende injetar dinheiro na economia com a liberação desses saques, cerca de R$42 bilhões entre 2019 e 2020 com o saque imediato e aniversário. Mas é preciso que o trabalhador consuma com consciência. Afinal, ele pode contrair mais dívidas caso não controle seus rendimentos.

Caso o trabalhador já tenha pago suas dívidas e sobrar algum dinheiro, é aconselhável que ele invista em algo, seja aplicando na poupança ou Tesouro Selic.

A poupança já é conhecida pelos brasileiros, muitos deles ainda guardam uma parte de seu dinheiro.

Já o Tesouro Selic, é um título que acompanha a taxa básica de juros, rende atualmente 6,5%. Isso sem falar em outras dezenas de produtos que podem garantir ganhos bem maiores.

Fundos de investimentos têm ganhos interessantes e a bolsa de valores atinge a alta histórica, são opções interessantes.

Existem outros títulos do tersouro, alguns atrelados à inflação, outros com rentabilidade prefixada, com pagamento de juros semestrais e até títulos de vancimento de longo prazo, para resgate em 2050, por exemplo.

Esses dois são indicados para os que querem mais segurança na hora de investir o seu dinheiro.

Agora, aqueles que querem se arriscar mais podem investir no índice Ibovespa, ele é mais volátil e precisa de maior entendimento.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Como usar o valor do FGTS? Dicas para usufruir da liberação do fundo

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA