Com uma medida provisória aprovada, os aposentados e pensionista já receberam a primeira parcela do 13º do INSS, no mês de agosto. A segunda parcela do começará a ser depositada neste mês.

13° do INSS: veja quando será paga segunda parcela
13° do INSS: veja quando será paga segunda parcela

A partir de novembro o INSS começa a pagar a parcela do 13º de aposentados, pensionista e beneficiários de auxilio por incapacidade. As datas serão as mesmas dos depósitos dos benefícios referente a este mês.

Leia mais: Aposentadoria dos servidores públicos: veja o que muda com a reforma

O pagamento do bônus é dividido em dois. Para os beneficiários que ganham o piso de R$998, o benefício e a gratificação serão liberados entre os dias 25 de novembro a 6 de dezembro.

Já os assegurados com renda acima do salário mínimo terão de esperar até o mês que vem, pois, a liberação será feita entre os dias 2 a 6 de dezembro.

Nessa segunda parcela será cobrado o Imposto de Renda (IR). Porém alguns beneficiários serão isentos dessa cobrança.

Para os beneficiários que começaram a receber a renda até janeiro deste ano, não há necessidade do pagamento referente ao IR. E as parcelas dos bônus correspondem a metade de sua renda, ou seja, se o beneficiário recebe o salário mínimo, ele receberá de bônus R$499 reais.

Os que começaram a receber o benefício a partir de fevereiro, tem um abono proporcional ao número de meses, em que ele recebeu as cotas neste ano. Isso significa que o valor não é integral

Para quem tem 65 anos ou mais, a isenção da cobrança do imposto ocorre se a renda do beneficiário for maior do que R$3.807,96.

Já os beneficiários com até 64 anos, que tem renda mensal acima de R$ 1.903,98 terão o desconto do imposto de renda.

É possível realizar uma consulta para saber os valores, que serão recebidos, porém, normalmente ela só é liberada nos dias que antecedem os pagamentos. O serviço ficará disponível no site Meu INSS. Caso não tenha uma senha o beneficiário precisará realizar um cadastro.

O adiantamento das parcelas pagas em agosto e novembro poderão se tornar permanentes, pois o Congresso, deve converter em lei, a medida provisória do presidente Bolsonaro.

Com isso os dois meses se tornarão fixos para o pagamento do 13° do INSS. Já aprovada em uma comissão mista, a medida segue para votação na Câmara e no Senado.

Calendário segunda parcela 13° do INSS:

Benefícios de até 1 salário mínimo:

  • Final 1: 25/11;
  • Final 2: 26/11;
  • Final 3: 27/11;
  • Final 4: 28/11;
  • Final 5: 29/11;
  • Final 6: 02/12;
  • Final 7: 03/12;
  • Final 8: 04/12;
  • Final 9: 05/12;
  • Final 0: 06/12.

Benefícios acima de 1 salário mínimo:

  • Final 1 e 6: 02/12;
  • Final 2 e 7: 03/12;
  • Final 3 e 8: 04/12;
  • Final 4 e 9: 05/12;
  • Final 5 e 0: 06/12.