Beneficiários terão direito ao 13° salário do Bolsa Família

O mês de dezembro será de bonificações para os beneficiários do Bolsa Família. Por meio da medida provisória, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, no último dia 15 de outubro, os cadastrados no programa poderão usufruir do recebimento do 13º salário. A proposta, anunciada em abril, faz parte das promessas realizadas durante a campanha eleitoral de Bolsonaro e vem sendo incluída nas metas de realização dos 100 dias de governo.

Beneficiários terão direito ao 13° salário do Bolsa Família
Beneficiários terão direito ao 13° salário do Bolsa Família

O valor será pago durante o mês de dezembro que também efetuará a liberação da quantia prevista para o mês, conforme o calendário regular já estabelecido pelo programa. Segundo o Ministério da Cidadania, o pagamento vem sendo autorizado devido ao aumento de R$ 2,58 bilhões na folha de pagamento do governo.

Leia mais: Bolsa Família: confira calendário de pagamento do 13° salário

“O presidente não só manteve o Bolsa Família, como valorizou ainda mais o programa. Essa parcela certamente vai ajudar muito as famílias mais pobres, principalmente no mês do Natal”, declarou o ministro Osmar Terra.

Além de autorizar o 13º salário, o governo também vem passando um pente fino com a finalidade de regularizar as contas que estão com informações incompatíveis.

Incompatibilidades nos documentos, ausência dos menores na escola, renda maior do que o teto previsto, entre outros critérios, ajudam a detectar problemas. Segundo dados do Ministério da Cidadania, cerca de mais de 5 mil ex-beneficiários tiveram que prestar conta dos valores recebidos enquanto estavam sob estado de irregularidade.

Saiba quem pode receber o Bolsa Família:

O benefício é autorizado para aqueles que:

Valores para cada modalidade:

Apesar da medida já ter sido assinada pelo presidente, ela ainda passará por um período de avaliação no Congresso Nacional.

Em até 120 dias será definido se o projeto perdurará nos demais anos de governo ou não. Por enquanto, está prevista apenas para 2019 e ainda sujeita a validação.

Eduarda Andrade
Mestre em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Atualmente se divide entre a edição do Portal FDR e a sala de aula. - Como jornalista, trabalha com foco na produção e edição de notícias relacionadas às políticas públicas sociais. Começou no FDR há três anos, ainda durante a graduação, no papel de redatora. Com o passar dos anos, foi se qualificando de modo que chegasse à edição. Atualmente é também responsável pela produção de entrevistas exclusivas que objetivam esclarecer dúvidas sobre direitos e benefícios do povo brasileiro. - Além do FDR, já trabalhou como coordenadora em assessoria de comunicação e também como assessora. Na sua cartela de clientes estavam marcas como o Grupo Pão de Açúcar, Assaí, Heineken, Colégio Motivo, shoppings da Região Metropolitana do Recife, entre outros. Possuí experiência em assessoria pública, sendo estagiária da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco durante um ano. Foi repórter do jornal Diário de Pernambuco e passou por demais estágios trabalhando com redes sociais, cobertura de eventos e mais. - Na universidade, desenvolve pesquisas conectadas às temáticas sociais. No mestrado, trabalhou com a Análise Crítica do Discurso observando o funcionamento do parque urbano tecnológico Porto Digital enquanto uma política pública social no Bairro do Recife (PE). Atualmente compõe o corpo docente da Faculdade Santa Helena e dedica-se aos estudos da ACD juntamente com o grupo Center Of Discourse, fundado pelo professor Teun Van Dijk.
Sair da versão mobile