Acabou de abrir um novo negócio ou está pensando em expandir sua empresa? Em tempos de crise econômica, está cada vez mais difícil conseguir empréstimos bancários. Para quem está começando a ingressar no mercado como autônomo, optar pelo registro como Microempreendedor Individual (MEI) vem se mostrando uma ótima opção, principalmente porque o serviço agora fornece empréstimos para os cadastrados.

MEI pode contar com empréstimos bancários diferenciados
MEI pode contar com empréstimos bancários diferenciados

Pois é, por meio do MEI você pode dar passos maiores para seu empreendimento sem sujar o nome no mercado. Entre suas principais vantagens, está a redução de taxa de juros aplicadas a demais bancos. Sendo comprovada a aplicação de crédito da empresa, o serviço pode oferecer diversas opções com saques de até R$ 20 mil.

Leia também: MEI: como regularizar seu micro empreendimento?

Como solicitar meu empréstimo bancário?

Instituições como o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDS), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, entre outras, estão na lista das agências que atendem quem é MEI. Para solicitar seu empréstimo, antes de mais nada, é importante realizar uma pesquisa de modo que possa identificar quais as melhores taxas e demais cobranças fornecidas por cada banco.

Outra dica importante é estar atento as linhas de créditos específicas. O serviço varia de acordo com o objetivo do microempreendedor que deve entender até que ponto vale o financiamento. Ou seja, esteja atento a realidade da sua empresa e entenda quais as necessidades prioritárias da mesma.

Ciente das possibilidades de créditos, é hora de recorrer a orientação de renda solicitada enquanto pessoa jurídica. Ter alguém na área de finanças para auxilia-lo nesse processo pode ser um grande diferencial, evitado maiores transtornos. O profissional poderá lhe ajudar com a efetivação do investimento, ampliar capital de giro e antecipar suas vendas.

Requisitos:

A lista abaixo apresenta todas as etapas necessárias para solicitar seu empréstimo bancário enquanto MEI:

  • Documentação: RG, CPF, comprovante de residência e o Certificado do MEI;
  • Plano de Investimento: elaborar um planejamento para sua empresa, objetivos, atividades, onde o valor solicitado será investido, tempo de lucro, expectativa de vendas, gastos, entre outras coisas.
  • Comprovante de Renda: visando assegurar o banco de que você pode arcar com a despesa, é importante apresentar o comprovante de renda da empresa e também o seu pessoal, de modo que eles se sintam seguros em concedê-lo o empréstimo.