Boas notícias para os nordestinos. Na última sexta-feira (1°), o Ministério de Desenvolvimento Regional liberou os repasses atrasados para as obras da Minha Casa Minha Vida e do Cinturão das Águas (projeto direcionado as reformas hídricas do CE). A verba autorizada corresponde ao valor de R$ 600 milhões e deve ser utilizada para quitar débitos em atraso.

Liberação de $600 milhões para o Minha Casa Minha Vida vai reduzir atrasos no nordeste
Liberação de $600 milhões para o Minha Casa Minha Vida vai reduzir atrasos no nordeste

Segundo o ministério, espera-se que os repasses sejam todos realizados pelo governo federal até o fim deste ano. Gustavo Canuto, ministro responsável pela liberação, afirma que a decisão reduzirá os atrasos nas folhas de pagamento dos projetos, possibilitando uma melhoria na execução e administração dos mesmos.

Leia também: Mudanças no Minha Casa Minha Vida serão anunciadas pelo governo em dezembro

“Muitos pagamentos serão feitos. Será destinado para pagar esses empreendedores, quem confiou no Governo, quem está com dívidas atrasadas, com as obras querendo parar. Não parem. A gente está conseguindo recursos. No final do ano, a perspectiva é que a gente consiga mais recursos e honrar (os pagamentos). O pior já passou”, declarou.

Ao ser questionado sobre as porcentagens e o direcionamento de valores para cada ação, Gustavo não se posicionou diretamente, alegando apenas que o ministério realizará fiscalizações para definir as prioridades do governo federal. Tais análises devem ser realizadas por meio dos dados já cadastrados, de modo que possam identificar as necessidades de cada projeto. Por fim, garantiu que a segurança hídrica do Nordeste e sua habitação, serão tratados como assuntos prioritários nas pautas governamentais.

“O Cinturão das Águas no Ceará é essencial, principalmente os primeiros 53 quilômetros. A água do eixo norte já está indo para Negreiros (PE) e, no final do primeiro trimestre de 2020, já vai estar vindo para cá. Tem de estar tudo pronto e o governador sabe disso. Ele inclusive cobrou, em um café da manhã que tivemos, esses recursos. Já passamos R$ 27 milhões, mas temos de passar mais”, disse.

Apoio e aliança

O governador do Ceará, Camilo Santana, também compareceu ao evento de decidida da medida e enfatizou a importância da boa relação estabelecida com o governo federal.

“A nossa relação com o Ministério do Desenvolvimento Regional e com o ministro Canuto é a melhor possível. Claro que a gente entende a situação pela qual o País está passando, mas estamos com a expectativa de retorno de crescimento e isso é importante para todos”, pontuou Camilo.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, a previsão é que se finalize o processo de análise das obras até essa terça-feira (5).