Aposentadoria do INSS vai subir com reajuste no teto de 2020

Mais mudanças no setor econômico. O governo federal, que está atuando cada vez mais nos direitos trabalhistas, vem trabalhando no reajuste do salário mínimo e das aposentadorias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com as últimas medidas articuladas, poderá ser realizado um aumento de 4,2% em 2020.

Aposentadoria do INSS vai subir com reajuste no teto de 2020
Aposentadoria do INSS vai subir com reajuste no teto de 2020

Atualmente, o piso salarial corresponde ao valor de R$ 998. Caso a proposta governamental seja de fato validada, o trabalhador passará a receber em torno de R$ 1.039, conforme a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) aprovada pela Comissão Mista de Orçamento.

Leia mais: Descontos do INSS no salário do trabalhador serão alterados após reforma

O aumento afetará o reajuste da aposentadoria do INSS para 2020. Sendo validada, a posposta determinará que os trabalhadores aposentados com um salário mínimo e os que recebem acima disso, sofrerão com o reajuste. O teto do INSS que está em R$ 5.839,45, e passará a ser de R$ 6.084,71.

A mudança, administrada pelo Ministério da Economia, visa ajustar a inflação deste ano, detectada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do IBGE. O estudo mostra que, a partir da elevação do teto, será possível reduzir os números em elevação nas folhas de pagamento do governo.

Caso a proposta seja aprovada pelo Congresso Nacional, o governo de Jair Bolsonaro será o responsável pelo fim da política de valorização do salário mínimo, criada e administrada em gestões anteriores.

Entenda pontualmente os acréscimos:

  • O salário mínimo previsto corresponderá ao valor total de R$ 1.039;
  • A quantia também corresponderá ao piso dos benefícios da Previdência;
  • Atualmente, o piso salarial de trabalhadores e aposentados é de R$ 998;
  • O teto de previdência dos beneficiários pode subir para R$ 6.084,71;
  • Hoje, o valor máximo de auxílios da Previdência é de R$ 5.839,45.

Veja abaixo como ficam os salários pagos pelo INSS com o reajuste de 4,2% em 2020:

Benefício em 2019 que recebem: Benefício em 2020 devem passar a receber:
        R$   998            R$   1.039
        R$  1.000            R$   1.042
        R$  1.200            R$   1.250
        R$  1.400            R$   1.459
        R$  1.600            R$   1.667
        R$ 1.800            R$   1.876
        R$  2.000            R$   2.084
        R$  2.200            R$   2.292
        R$  2.400            R$   2.501
        R$  2.600            R$   2.709
        R$  2.800            R$   2.918
        R$  3.000            R$   3.126
        R$  3.200            R$   3.334
        R$  3.400            R$   3.543
        R$  3.600            R$   3.751
        R$  3.800            R$   3.960
        R$  4.000            R$   4.168
        R$  4.200            R$   4.376
        R$  4.400            R$   4.585
        R$  4.600            R$   4.793
        R$  4.800            R$   5.002
        R$  5.000            R$   5.210
        R$  5.200            R$   5.418
        R$  5.400            R$   5.627
        R$  5.600            R$   5.835
        R$  5.800             R$    6.044
        R$  5.839,45             R$    6.084

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA