Vai sacar o FGTS? Entenda a diferença entre o saque imediato e o saque-aniversário

Desde o começo deste mês, a Caixa Econômica Federal deu início a liberação dos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O calendário previsto para 2020 foi antecipado, com saques todos previstos até dezembro deste ano. A antecipação vem causando um grande fluxo nas agências bancárias e lotéricas, gerando dúvidas a respeito da retirada das modalidades: saque imediato e saque-aniversário.

Vai sacar o FGTS? Entenda a diferença entre o saque imediato e o saque-aniversário
Vai sacar o FGTS? Entenda a diferença entre o saque imediato e o saque-aniversário

Apesar de terem algumas características em comum, como a não obrigatoriedade por meio do fundo de garantia e a liberação do valor a partir da data de aniversário. Os benefícios são diferentes e é preciso estar atento aos prazos e retirada do valor disponível.

Leia também: FGTS aniversário: saiba se vale a pena optar por essa modalidade 

Aqueles que quiserem receber o valor do saque imediato só poderão retirar os R$500 reais de uma única vez, sem direito a um novo saque. Caso, por exemplo, retire apenas metade do benefício, o restante ficará retido no fundo de garantia. Já no saque-aniversário, a retirada é feita de acordo com a data de nascimento do trabalhador e percorrerá por todos os anos, a partir de 2020.

Adesão e impedimento

No que diz respeito a adesão, o saque imediato libera o dinheiro automaticamente para quem tem conta poupança na Caixa, por meio das lotéricas ou caixas eletrônicos. Quem não tem conta no banco deve comparecer até as agências e apresentar documentos pessoais como RG e carteira de trabalho.

Enquanto no saque-aniversário, o trabalhador deve solicitar o benefício ao serviço bancário para receber a quantia anualmente. Em caso de demissão sem justa causa, no saque-aniversário o trabalhador não pode sacar caso seja demitido. Quem optou por receber os R$500 ainda tem direito a rescisão.

Valores

O saque imediato libera R$500 para cada conta do FGTS, ativa e inativa. Caso o trabalhador tenha duas contas no FGTS, por exemplo, ele pode sacar os R$ 1000, gozando do benefício em cada um de seus cadastros.

Já no saque-aniversário, a liberação é feita de acordo com a quantidade de seu salário, calculando a porcentagem em cima da renda total. Contas com R$ 500, por exemplo, recebem 50% e quanto maior o salário, maior a redução.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Vai sacar o FGTS? Entenda a diferença entre o saque imediato e o saque-aniversário

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA