Começa o pagamento da primeira parcela do DÉCIMO TERCEIRO; Veja quem pode sacar

A primeira parcela do 13º salário já está disponível na conta de dezenas de brasileiros. Os depósitos foram feitos nesta sexta-feira, 07/06, após anúncio oficial. A antecipação deve ajudar as famílias. Veja se você já pode sacar o abono.

Começa o pagamento da primeira parcela do DÉCIMO TERCEIRO; Veja quem pode sacar

Um fim de semana com boas notícias, a primeira parcela do 13º salário já está disponível para algumas pessoas. O valor foi depositado nesta sexta-feira, 07, no total de R$ 900 milhões. Geralmente o décimo terceiro é depositado no final do ano, por isso a notícia pegou muita gente de surpresa.

O décimo é pago uma vez por ano aos trabalhadores, aposentados e pensionistas (exceto dos beneficiários do BPC). O pagamento pode ser feito em uma ou duas parcelas.

Antecipação do 13º salário

  • Os empregadores têm de 1º de fevereiro a 30 de novembro para fazerem o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro.
  • Geralmente os depósitos são feitos mais para o fim do ano, isso não acontecem apenas em dezembro em parcela única.
  • Para mais de 350 mil pessoas o valor já pode ser sacado, no total de R$ 900 milhões.
  • O pagamento estava previsto inicialmente para o dia 15 de junho, mas acabou sendo antecipado em uma semana.
  • A antecipação é voltada aos servidores públicos estaduais que trabalham no Rio Grande do Sul.
  • Os depósitos fazem parte das ações do governo estadual para ajudar as famílias afetadas pelas fortes chuvas e enchentes que atingiram o estado.
  • Nessa primeira parcela os servidores receberão 50% o valor total do 13º salário, sendo que mão será aplicado descontos sobre ela.
  • A expectativa é de que essa antecipação também ajude a economia do estado, que também foi impactada.

A especialista do FDR, Laura Alvarenga, aponta as novas ações anunciadas para ajudar a população do estado.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.