Saque calamidade disponível: saiba onde fazer a retirada

Moradores de mais de 300 municípios do Rio Grande do Sul (RS) estão autorizados a solicitar o saque calamidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A Caixa Econômica Federal (CEF) está responsável pela liberação do benefício.

Saque calamidade disponível: saiba onde fazer a retirada. Imagem: FDR

Para os trabalhadores dessas áreas, a Caixa Econômica dispensou o intervalo mínimo de 12 meses para efetuar um novo saque calamidade. Esta medida abrange aqueles afetados pela cheia de maio de 2024 e que já haviam sido atingidos no ano anterior.

O saque calamidade permite retirar até R$ 6.220 por pessoa, conforme o saldo disponível na conta. A solicitação pode ser feita diretamente pelo aplicativo FGTS no celular, sem necessidade de ir à agência.

Para cidades habilitadas com menos de 50 mil habitantes, não é necessário apresentar comprovante de residência. Esse processo simplificado facilita o acesso ao benefício para os moradores afetados.

Continue acompanhando para saber como solicitar o saque calamidade, e quais regras devem ser cumpridas para estar apto a resgatar valores através desta modalidade do fundo de garantia. Enquanto isso, neste link, eu te apresento todas as possibilidades de saque do FGTS. Confira!

Solicitação do saque calamidade

O saque calamidade pode ser solicitado pelo aplicativo FGTS, na seção de “Saques”. As instruções detalhadas estão disponíveis no site de GZH. Ao fazer a solicitação pelo celular, é possível escolher uma conta para receber os valores, seja da Caixa, incluindo a Poupança Digital Caixa Tem, ou de outra instituição financeira, sem custo adicional.

Veja o passo a passo:

Documentos para o saque calamidade

Segundo a Caixa Econômica Federal, os documentos necessários para a solicitação são:

Quem tem direito ao saque calamidade?

A liberação do saque calamidade pelo FGTS para as vítimas das enchentes e outros desastres naturais se assemelha à iniciativa do governo junto à Caixa em 2020, que liberou o saque integral a caráter emergencial em virtude da pandemia da Covid-19. Conforme previsto por lei, o saque calamidade pode ser liberado na hipótese de desastres naturais, como:

Essa modalidade de saque do FGTS requer que o trabalhador não tem efetuado o resgate do saldo em conta pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses. Desta forma, serão autorizados a acessar valores que podem chegar a R$ 6,2 mil.

Enquanto isso, o FGTS é destinado a trabalhadores rurais, inclusive safreiros; contratados em regime temporário ou intermitente; avulso; diretor não empregado; empregado doméstico ou atleta profissional. Mas para isso, qualquer um deles deve se enquadrar nos seguintes requisitos:

Qual é o valor do  saque calamidade?

É importante reforçar que é crucial ter saldo positivo nas contas ativas e inativas do FGTS. Além do mais, o trabalhador não ter efetuado o saque pela mesma razão nos últimos 12 meses.  O limite de retirada é de R$ 6,2 mil.

Laura AlvarengaLaura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.
Sair da versão mobile