Revelada a lista de CPFs que podem sacar PIX de R$25.000 após colocar o CPF na Nota Fiscal

Programa sorteia PIX de R$ 25 mil nesta semana para consumidores que colocaram CPF na nota fiscal. Mais de 5 milhões de compras associadas a números de CPF foram contabilizadas neste mês. Para concorrer aos prêmios é necessário se cadastrar; veja como.

Revelada a lista de CPFs que podem sacar PIX de R$25.000 após colocar o CPF na Nota Fiscal (Imagem: FDR)

Usar o CPF na nota fiscal ajuda os municípios a reduzirem a sonegação fiscal, mas também pode ser uma oportunidade de ser premiado. Nesta semana um programa vai sortear 16 prêmios, sendo o maior deles um PIX de R$ 25 mil para quem usou esse recurso. 

Como ganhar R$ 25 mil usando o CPF na nota fiscal?

  • Serão sorteados R$ 175 mil para consumidores pessoa física ou jurídica que utilizaram o CPF na nota em compras feitas no mês de abril.
  • Outros R$ 300 mil serão rateados para entidades sem fins lucrativos.
  • Ao todo, a população vai concorrer a 16 prêmios, sendo o maior deles um PIX no valor de R$ 25 mil.
  • Também serão entregues, em pares, 15 prêmios menores no valor de R$ 5 mil, para as pessoas sorteadas e as instituições sem fins lucrativos cadastradas no programa e escolhidas pelos ganhadores.
  • Os sorteios serão feitos pelo programa Sua Nota Tem Valor (SNTV), realizado pelo governo do estado do Ceará.
  • Segundo a Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE), foram gerados 5.189.903 bilhetes neste mês.

Como participar do Sua Nota Tem Valor?

  • Os cidadãos devem se cadastrar pelo site oficial do programa ou através do aplicativo, disponível no site.
  • Após o cadastro, todas as vezes em que o CPF for inserido em uma nota fiscal os pontos serão acumulados automaticamente. 
  • A cada R$ 50 acumulados pelos participantes do programa um ponto é gerado.

A especialista do FDR, Lila Cunha, explica como fazer o resgate dos prêmios, confira.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.