Mulheres do Bolsa Família terão bônus de R$ 500 milhões pagos em breve

Previsto para ser lançado em julho deste ano, um novo tipo de benefício vai atingir as mulheres que estão inscritas no Cadastro Único com foco nas beneficiárias do Bolsa Família. O investimento para bancar a novidade será de R$ 500 milhões e virá do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). 

bolsa família
Mulheres do Bolsa Família terão bônus de R$ 500 milhões pagos em breve
(Foto: Jeane de Oliveira/FDR)

O bônus liberado para as mulheres do Bolsa Família não tem haver com os benefícios complementares, aqueles que aumentam o valor total do programa. Na verdade ele será lançado em forma de microcrédito, isto é, de um empréstimo financeiro. 

Como vai funcionar o microcrédito para mulheres do Bolsa Família?

O crédito lançado para as mulheres do Bolsa Família será oferecido por meio do programa Acredita, recém anunciado pelo governo federal. Por meio dele, as pessoas serão incentivadas a investir no seu pequeno negócio, inclusive formalizando a sua atividade como autônomo.

Eu explico melhor sobre os ideais do Acredita nesta matéria. Mas, de uma forma geral, para as mulheres que estão inscritas no Bolsa Família a ideia é que o empréstimo sirva para que possam aumentar o seu pequeno negócio.

E a partir do sucesso da sua atividade profissional consigam se tornar independentes do programa. Para bancar os R$ 500 milhões previstos no BNB será usado o Fundo de Garantias de Operações (FGO) 

Quem terá direito ao empréstimo para mulheres do Bolsa Família?

O programa será lançado oficialmente em julho, e notícias oficiais sobre o seu funcionamento estão sendo anunciadas aos poucos. A princípio, o que se sabe sobre o empréstimo para mulheres do Bolsa Família é que será oferecido para:

  • Mulheres que são autônomas, ou seja, possuem alguma atividade profissional (ex.: artesãs, costureiras, cozinheiras, quituteiras, cabeleireiras, maquiadoras, manicures, e etc.);
  • Mulheres que se formalizerem pelo MEI (Micro Empreendedor Individual), ou seja, que abrirem uma pequena empresa.

Mesmo com o MEI aberto essas mulheres não serão excluídas do Bolsa Família. 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com