Temu: conheça a plataforma que promete MELHORES VALORES de vendas do que Shopee e Shein

Uma nova plataforma de compras online deve chegar aos Brasil em breve e promete preços melhores que os oferecidos pela Shopee e Shein. A chinesa Temu já pediu adesão ao Remessa Conforme. Com isso o envio das mercadorias terá menores custos para o comprador.

Temu: conheça a plataforma que promete MELHORES VALORES de vendas do que Shopee e Shein (Foto:  Jeane de Oliveira/ FDR)

O brasileiro pegou gosto pelas plataformas chinesas de comercio virtual. A prova disso é que a Temu está planejando chegar ao Brasil e competir com as já conhecidas Shopee e Shein. A plataforma deve chegar já oferecendo preços menores no envio de mercadorias através da adesão ao programa do governo.

A Temu pode ainda não ser tão conhecida no Brasil, mas, em termos mundiais, em 2024 ocupa a 5ª posição entre os aplicativos mais baixados. Ficando atrás apenas do TikTok, Instagram, Facebook e WhatsApp, de acordo com o ranking do site App Magic. 

Conheça a Temu, nova plataforma de vendas digital

A Temu é uma plataforma digital da chinesa Pinduoduo que vem se destacando pelo mundo; seu atual valor de mercado está na casa dos US$ 150 bilhões. 

Na plataforma é possível encontrar produtos de diversas categorias. O alto investimento em marketing e propagando têm atraído muitos clientes. A prova disso é que ela compete com a Alibaba pelo primeiro lugar entre as empresas chinesas mais valiosas na Bolsa de Valores do Estados Unidos.

Ela pode não ser tão conhecida no Brasil quanto a Shopee, mas tem alcançado números impressionantes. Os altos investimentos têm gerado um desempenho impressionante.

Para se ter noção, a Temu saiu de 440 mil downloads mundiais em setembro de 2022 para cerca de 40,5 milhões no ano de 2023. Para esse ano a companhia projeta vendas que somam US$ 60 bilhões em todo o mundo.

Só nos Estados Unidos são quase 152 milhões de pessoas usando a plataforma todos os meses, de acordo com a SimilarWeb.

E o seu sucesso tem uma justificativa, a Tamu conecta fornecedores em atacado diretamente aos clientes finais, dispensando os intermediários. 

Outro fator que deve atrair os consumidores brasileiros é a gameficação adotada pela plataforma. Através dela o consumidor que concluir tarefas, como determinado número de compras, tem acesso a descontos. A partir disso alguns produtos podem sair quase que de graça.

Temu no Brasil

Há algum tempo o Brasil abriu as portas para a entrada de varejistas internacionais. Com isso hoje temos a Amazon, Mercado Livre,, Shein, Shopee e algumas outras. No ano passa do a Receita Federal criou o Remessa Conforme, que possibilita uma redução nos gastos com envio internacional de mercadorias.

A isenção do imposto é aplicada nas com valor até US$ 50. Mas, apenas as empresas as empresas que pedem a adesão ao programa e são aceitas estão aptas a oferecer essa vantagem. 

Agora, segundo o Valor Econômico, a empresa solicitou a habilitação ao programa. Isso significa que a Temu poderá chegar ao Brasil sem cobrar taxa de envio internacional para compras de até R$ 256,41.

A expectativa é de que a Temu chegue ao Brasil ainda neste primeiro semestre.

Temu: conheça a plataforma que promete MELHORES VALORES de vendas do que Shopee e Shein (Foto:  Jeane de Oliveira/ FDR)

Remessa Conforme

Ao acessas a página oficial do Remessa Conforme é possível conferir as empresas já habilitadas no programa. Em nosso levantamento constatamos que ainda não há informações sobre a Temu. Estão habilitadas:

Pelas regras do Remessa Conforme o consumidor tem direito a:

Além disso, o vendedor é obrigado a informar ao consumidor sobre a procedência do produto e o valor final da mercadoria, após a inclusão dos tributos federais e estaduais.

A especialista do FDR, Lila Cunha, explica como evitar taxação nas compras internacionais, confira.

 

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.
Sair da versão mobile