Lista confirmada de IDOSOS que tem direito a 65% de desconto na conta de luz

Programa concede desconto de até 65% na conta de luz para idosos de todo o país. Redução no valor pago mensalmente deve aliviar o bolso dos brasileiros. Entre os requisitos para ter acesso a eles está manter os dados atualizados. Veja mais detalhes e aproveite.

Lista atualizada de IDOSOS que tem direito a 65% de desconto na conta de luz (Foto:  Jeane de Oliveira/ FDR)

Um programa do governo federal concede desconto de 65% na conta de luz para idosos de todo o país. A redução acontece conforme o consumo mensal da residência. Para receber o benefício é importante ficar atento às regras, que incluem uma renda máxima mensal.

Redução na conta de luz

  • A redução é voltada apenas aos consumidores residenciais com consumo mensal até 221 kWh.
  • Para aproveitar o benefício é necessário estar inscrito no Cadastro Único. 
  • Além de ser considerado pessoa de baixa renda, com renda mensal de até meio salário mínimo.
  • Pessoas que recebem o BPC ou o Bolsa Família também podem ter acesso a redução do valor da conta de luz.
  • Segundo a ANEEL, 24,9 milhões de pessoas podem ter aos descontos na conta de energia elétrica em todo o país.
  • O desconto é concedido automaticamente. Mas, se você atente aos requisitos e ainda não tem acesso a ele, procure a unidade do CRAS mais próxima da sua residência e busque informações. Talvez o seu cadastro esteja desatualizado.

De acordo com a especialista do FDR, Laura Alvarenga, é possível atualizar o Cadastro Único sem sair de casa, saiba mais.

Tarifa Social

Para as famílias no geral são concedidos os seguintes descontos:

  • 65% de desconto para consumo mensal entre 0 e 30 kWh;
  • 40% de desconto para consumo mensal entre 31 e 100 kWh;
  • 10% de desconto para consumo mensal entre 101 e 220 kWh.

A Reforma Tributária poderá deixar a conta mais barata para os brasileiros, saiba mais.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.