Bolsa Família para moradores do Sul tem medida inédita para auxiliar as mães afetadas

As mulheres que estão desabrigadas no Rio Grande do Sul, ou que estão passando por uma situação crítica devido as chuvas, têm um ponto de tranquilidade. O governo federal aprovou a antecipação do Bolsa Família no estado, e a média de R$ 680 chega a esse grupo antes da hora.

bolsa família
Bolsa Família para moradores do Sul tem medida inédita para auxiliar as mães afetadas
(Foto: FDR)

É comum que o governo opte por alterar o calendário de pagamentos do Bolsa Família quando há decreto de calamidade pública. Com a situação de emergência reconhecida no Rio Grande do Sul, milhões de mães responsáveis por sua família poderão receber o benefício antes do previsto.

Antecipação do calendário do Bolsa Família no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul vive a maior tragédia por causas naturais da sua história. Já são mais de 90 mortes confirmadas, e 900 mil pessoas atingidas. Pensando em liberar algum tipo de orçamento para minimizar os impactos da crise na vida da população, o Bolsa Família foi antecipado. 

  • Independente do último dígito do NIS (Número de Identificação Social) todos recebem no primeiro dia do calendário, em 17 de maio.

Eu ensino como doar de forma segura com a certeza de que as vítimas serão ajudadas, por meio desta matéria. 

Como fazer o saque do Bolsa Família?

Os moradores de cidades que estão submersas, ou que estão com as agências bancárias fechadas, terão como única forma de saque do Bolsa Família os canais online.

  • App Caixa Tem:
    • PIX;
    • Transferência entre contas sem tarifa;
    • Pagamento de boleto;
    • Recarga de celular;
    • Cartão de débito virtual.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com