Governo se pronuncia sobre lei envolvendo saques calamidade do FGTS

A ministra do Planejamento afirmou que o governo pretende rever o saque calamidade do FGTS. A ideia é possibilitar mais retiradas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço em situações com a vivida no Rio Grande do Sul. Entenda melhor o que poderá acontecer.

Governo se pronuncia sobre lei envolvendo saques calamidade do FGTS (Imagem: FDR)

O saque calamidade do FGTS é uma das modalidades de retirada dos fundos liberada pela Caixa Econômica, mesmo com o profissional ainda trabalhando. Para ter acesso aos recursos é necessário residir em um município com estado de calamidade pública decretado. Além disso, é necessário ter saldo em conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

Nessa modalidade cada trabalhador pode sacar até R$ 6,2 mil de suas contas do FGTS, sendo necessário fazer a solicitação para ter acesso aos recursos.

Mudanças no saque calamidade do FGTS

A especialista do FDR, Laura Alvarenga, explica como fazer o saque calamidade, confira.

 

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.
Sair da versão mobile