Chuvas no Rio Grande do Sul: veja lista com todos os benefícios disponíveis para solicitação

O estado de calamidade pública foi decretado em mais de 330 municípios do RS. Ao menos 134 mil famílias estão desabrigadas por causa das fortes chuvas no Rio Grande do Sul. Para ajudar essas pessoas alguns benefícios estão sendo liberados pelo governo estadual ou federal.

SAQUE CALAMIDADE FGTS RIO GRANDE DO SUL: VEJA COMO PEDIR O VALOR NA CAIXA PELO APLICATIVO

Os moradores de 336 cidades do Rio Grande do Sul foram afetados pelas fortes chuvas que atingiram o estado nos últimos dias. Como resultado centenas de pessoas tiveram que deixar suas casas e, ao menos, 83 pessoas morreram, mas o número pode ser maior por causa dos desaparecidos.

Para ajudar essas pessoas algumas ações têm sido feitas pelos governos federal, estadual e municipais. Confira detalhes.

Antecipação de pagamentos

INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social anunciou a antecipação dos pagamentos do mês de junho, com isso os segurados receberão o pagamento de maio + segunda parcela do 13º salário + pagamento de junho. Lembrando que aqueles cidadãos que recebem o BPC não têm direito ao décimo, mas serão contemplados com a antecipação do pagamento de junho.

Os pagamentos serão feitos de 24 de maio a 7 de junho, sendo que os segurados que recebem um salário mínimo, R$ 1.412, serão os primeiros contemplados.

Bolsa Família

Outra antecipação será voltada aos beneficiários do Bolsa Família, que não vão precisar esperar até a data prevista no calendário oficial. Aqueles que sejam residentes em uma das cidades afetadas poderão fazer o saque no primeiro dia de pagamento do benefício, ou seja, 17 de maio.

Auxílio Gás

O Auxílio gás é pago a cada dois meses, sendo que o último pagamento foi feito no mês de abril. Com isso a previsão é de que o próximo seja feito apenas em junho. Mas, para os moradores do RS o valor deve ser antecipado já neste mês.

Os depósitos devem ser feitos a partir do calendário de pagamento do Bolsa Família. A especialista do FDR, Laura Alvarenga, apresenta o calendário desse mês de maio, confira.

Chuvas no Rio Grande do Sul: veja lista com todos os benefícios disponíveis para solicitação (Imagem: Jeane de Oliveira/ FDR)

Saque calamidade

A Caixa Econômica Federal disponibiliza o saque calamidade para os moradores das cidades em que o estado de calamidade pública foi reconhecido pelo governo federal. O banco já anunciou que está se preparando para fazer a liberação dos recursos para os moradores do RS.

Com isso eles poderão sacar até R$ 6,2 mil de suas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Para isso é necessário ter saldo em conta do FGTS.

O banco também informou que o saque pode ser feito em até 90 dias após o reconhecimento do estado de calamidade. Com isso os cidadãos têm um prazo maior para se organizarem e pedirem a liberação da retirada. Após o pedido a Caixa faz a análise e pode liberar a retirada em até 10 dias.

Suspensão das parcelas da Caixa

A Caixa Econômica também anunciou a suspensão do pagamento das parcelas de financiamento habitacional nas regiões do Rio Grande do Sul que foram atingidas. Para ter direito a esse recurso é necessário procurar uma agência do banco e fazer a solicitação.

O recurso está disponível também para os clientes que estiverem em situação de inadimplência, ou seja, com parcelas em atraso.

Ações do governo federal

Auxílio emergencial no RS

Em setembro do ano passado o estado já havia enfrentado fortes chuvas que também causaram grandes estragos. Na ocasião o governo federal liberou a criação de um auxílio emergencial, chamado de Volta por Cima.

Foram pagas 2 parcelas no valor de R$ 400 cada uma. Agora ainda não foram divulgadas informações sobre uma possível retomada do pagamento, mas a expectativa é grande.

 

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.
Sair da versão mobile