Desempregados têm direito de receber mais de R$ 10 mil; veja como pedir

O trabalhador quando recebe a informação de que foi dispensado do seu emprego pode ficar desanimado. Mas, quem trabalhou com carteira assinada e foi desligado sem justa causa tem direitos garantidos por lei. Entre eles, a liberação de até cinco parcelas de no máximo R$ 2,3 mil cada

desemprego
Desempregados têm direito de receber mais de R$ 10 mil; veja como pedir (Foto: Jeane de Oliveira/FDR)

O pagamento do seguro-desemprego é liberado para todo trabalhador com carteira assinada, mas dentro de algumas ressalvas. Como a necessidade de ter atuado pelo menos 12 meses consecutivos (1 ano) na mesma empresa quando for pedir o seguro pela primeira vez

Quanto é pago de seguro para os desempregados?

Os desempregados podem chegar a receber mais de R$ 10 mil com as cinco parcelas de seguro-desemprego. Isso porque, cada uma paga no mínimo R$ 1.412, mas pode chegar a R$ 2.313,74. 

Funciona assim, os sistemas do Ministério do Trabalho tiram a média salarial do trabalhador dos últimos três meses anteriores a dispensa, considerando tudo o que foi recebido, inclusive bônus e adicionais. A média então é aplicada na seguinte tabela que vai determinar o valor do seguro:

Faixas de Salário Médio necessárias ao Cálculo do Seguro-Desemprego

Cálculo da Parcela

  • até R$ 2.041,39 
  • multiplica-se o salário médio por 0,8
  • de R$ 2.041,40 até R$ 3.402,65
  • o que exceder a R$ 2.041,39 multiplica-se por 0,5 e soma-se com R$ 1.633,10
  • acima de R$ 3.402,65 
  • o valor será invariável de R$ 2.313,74

Número de parcelas do seguro-desemprego 

O número de parcelas do seguro-desemprego é que vão determinar a quantia final que o cidadão vai receber. O valor é depositado na conta informada pelo trabalhador no momento do pedido, ou na poupança do Caixa Tem daqueles que não infomarem os dados bancários. 

A solicitação pode ser feita no App Carteira de Trabalho Digital, que eu explico melhor como funciona nesta matéria.

  • três parcelas se tiver no mínimo 6 meses trabalhados;
  • quatro parcelas se tiver no mínimo 12 meses; e
  • cinco parcelas se trabalhou 24 meses ou mais.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com