2,4 milhões de brasileiros são pegos de surpresa nesta semana com BÔNUS para saque nas contas

Com o objetivo de auxiliar na manutenção dos alunos do ensino médio de baixa renda na etapa de ensino, o Governo Federal lançou neste ano o programa Pé de Meia. A iniciativa, que já iniciou seus pagamentos, promove a liberação de recursos para os estudantes.

2,4 milhões de brasileiros são pegos de surpresa nesta semana com BÔNUS para saque nas contas. (Imagem: FDR)

Por meio do programa eles poderão receber um total de R$ 9.200. O benefício está disponível para alunos matriculados no ensino médio da rede pública de ensino e que estejam cadastrados no CadÚnico. Inicialmente, a medida deverá atender de forma prioritária as famílias que fazem parte do Bolsa Família.

A partir desta terça-feira (26), parte dos alunos inscritos já começarão a receber os primeiros pagamentos. De acordo com a especialista do FDR, Lila Cunha, o benefício será disponibilizado em um calendário que seguirá a ordem do mês de nascimento dos alunos. Já os recursos serão depositados em uma poupança social criada no nome do estudante. 

Para auxiliar na gestão do dinheiro, o Governo Federal lançou uma plataforma específica por onde o aluno poderá acompanhar sua situação no programa. Para ter acesso ele deverá realizar o download do aplicativo Jornada do Estudante que está disponível neste link.

Nesse primeiro pagamento os alunos receberão o bônus por matrícula, que terá o valor de R$ 200. Em seguida, eles poderão receber até nove parcelas de R$ 200 caso consigam atingir a frequência escolar mínima de 80%. Por fim, caso seja aprovado na etapa de ensino, o aluno receberá um bônus de R$ 1.000.

Confira o calendário completo de pagamentos do Pé de Meia:

Confira outras informações sobre um programa direcionado para estudantes neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.
Sair da versão mobile