Bolsa Família vai usar inteligência artificial para excluir beneficiários: O que fazer?

Uma mudança está prestes a ser implementada no programa Bolsa Família: o uso da inteligência artificial para analisar a lista de beneficiários. Muitos beneficiários poderão perder seus pagamentos por causa da nova tecnologia.

O ministro Wellington Dias, à frente do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social (MDS), anunciou recentemente essa medida, visando garantir que o auxílio seja destinado apenas àqueles que realmente atendem aos critérios estabelecidos.

Atualmente, aproximadamente 2% das famílias que recebem o benefício não se enquadram nos requisitos necessários, ou seja, não cumprem as regras do programa corretamente. Isso levou o governo a buscar 100% de eficiência no processo de distribuição dos pagamentos.

Inteligência Artificial no Bolsa Família

A novidade foi revelada durante o lançamento do plano anual da rede federal de fiscalização do Bolsa Família e Cadastro Único. O objetivo desse grupo, criado em 2023, é prevenir fraudes e aprimorar o controle sobre os programas sociais, como o Bolsa Família.

A utilização da inteligência artificial marca uma mudança significativa na forma como os dados são cruzados. Com uma vasta quantidade de informações disponíveis para análise, será possível identificar com precisão os beneficiários que não se encaixam nos critérios estabelecidos.

Além disso, o programa definiu cinco diretrizes gerais para seu plano de ação:

  • Não criminalização da pobreza;
  • Evolução do cruzamento de dados e ampliação das bases;
  • Ações estruturantes de combate a fraudes, inclusive cibernéticas;
  • Estruturação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) nos estados e municípios;
  • Transparência e comunicação com a sociedade.

O ministro destacou a importância de agir preventivamente contra as fraudes, buscando evitá-las desde o primeiro pagamento. Ele alertou que haverá consequências para quem tentar burlar o sistema do Bolsa Família.

O que vai mudar?

Para quem não está familiarizado, a inteligência artificial é uma área da ciência da computação que se dedica ao desenvolvimento de máquinas e programas capazes de imitar o comportamento humano na tomada de decisões e na execução de tarefas.

Com mais de 55 milhões de beneficiários, é importante que o Bolsa Família assegure que os recursos sejam direcionados corretamente. Por isso, essa nova abordagem se mostra essencial para a eficácia do programa.

Na prática, com a implementação dessas tecnologias, espera-se que as famílias que estejam recebendo o benefício de forma indevida sejam identificadas de maneira mais rápida e precisa.

Ariel França
Jornalista especializado em Direito Administrativo, Gestão Pública e Administração Geral. Possui mais de uma década de experiência em produção de conteúdo para a internet.