FIES no CadÚnico tem BENEFÍCIOS revelados de forma surpreendente

A integração do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) com o Cadastro Único (CadÚnico) é uma medida que visa facilitar o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior. Essa iniciativa, promovida pelo Governo Federal, busca ampliar as oportunidades de formação universitária para aqueles que enfrentam dificuldades financeiras.

FIES no CadÚnico tem BENEFÍCIOS revelados de forma surpreendente. Imagem: FDR

Ao permitir que estudantes cadastrados no CadÚnico tenham prioridade no acesso ao Fies, o programa visa reduzir as barreiras econômicas que impedem muitos jovens de ingressar no ensino superior privado. Essa integração é um passo importante rumo à democratização do ensino no Brasil.

O Fies, uma ferramenta essencial para o acesso à educação superior, representa um investimento significativo no futuro dos estudantes brasileiros. Ele proporciona oportunidades de ascensão social e profissional, abrindo portas para novas perspectivas de carreira e desenvolvimento pessoal.

O processo de inscrição no Fies é realizado de forma online, através do site oficial do programa. Os candidatos devem criar um cadastro e preencher um formulário com informações pessoais e familiares, permitindo que o sistema avalie sua elegibilidade para o financiamento.

Ao contrário das bolsas de estudo, como as do Prouni, o Fies opera como um financiamento, exigindo reembolso futuro que inclui juros e o valor das mensalidades que excederem o limite financiado. 

Essa modalidade oferece uma alternativa valiosa para aqueles que buscam realizar seus estudos universitários. Para saber sobre as vantagens e características deste programa, basta continuar acompanhando abaixo. Neste link, eu explico tudo sobre a parceria com o CadÚnico através do Fies Social. 

Benefícios do Fies 

O Fies oferece vários benefícios que o tornam uma opção atraente para financiar a educação superior:

  • Financiamento de até 100% das mensalidades, dependendo da renda familiar e da modalidade escolhida;

  • Juros reduzidos ou nulos, facilitando o reembolso após a formatura;

  • Carência de 18 meses após o término do curso para iniciar o pagamento do financiamento;

  • Prazo extenso para a quitação, chegando a três vezes a duração do curso;

  • Flexibilidade contratual, permitindo ajustes no valor das parcelas ou pausas temporárias no pagamento em caso de dificuldades financeiras;

  • Dispensa de fiador para os candidatos ao financiamento a juro zero.

Vantagens em optar pelo Fies

O Fies é particularmente vantajoso em várias situações:

  • Inacessibilidade a universidades públicas: Se o curso desejado não está disponível em instituições públicas ou se a pontuação no Enem não foi suficiente para uma vaga.

  • Ausência de bolsas integrais: Quando não se qualifica para bolsas integrais pelo Prouni ou por outras instituições.

  • Complemento ao Prouni: Para aqueles que conseguem uma bolsa parcial pelo Prouni e precisam financiar o restante das mensalidades.

  • Condições financeiras limitadas: Se não há possibilidade de pagar integralmente as mensalidades, mas há capacidade de arcar com as parcelas do Fies.

  • Cursos com alta empregabilidade: Optar por cursos que ofereçam boas perspectivas de emprego e potencial de aumento de renda após a formatura pode tornar o Fies uma escolha estratégica e benéfica a longo prazo.

Entenda a estrutura do Fies

O programa é estruturado em duas modalidades principais, adequando-se assim às diversas realidades econômicas dos candidatos:

  • Fies I: Destina-se a estudantes com uma renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos, oferecendo financiamento sem a incidência de juros.

  • P-Fies: Voltada para candidatos de faixas de renda um pouco mais elevadas, essa modalidade não possui um período específico de inscrições, permitindo solicitações ao longo de todo o ano. A taxa de juros é variável, sendo determinada pela instituição financeira parceira do programa.

  • Fies Social: Voltado para os inscritos no Cadastro Único, a modalidade foi implementada neste ano de 2024.

Vale ressaltar que, uma vez escolhida a modalidade de financiamento, o estudante não pode alterá-la durante o curso.

Conheça os critérios do Fies 

Para participar do Fies, os candidatos devem atender a certos critérios:

  • Ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010;

  • Obter uma média mínima de 450 pontos nas provas;

  • Não zerar a redação.

Como saber quais faculdades participam do Fies?

Para verificar as instituições e opções de vagas disponíveis, basta acessar o Portal Acesso Único, clicar no botão “Consultar oferta de vagas”. Serão exibidas as vagas disponíveis por:

  • Estado

  • Município

  • Nome do curso

  • Conceito do curso no MEC

  • Opcionalmente, é possível escolher a instituição de ensino e o local de oferta.

 

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.