Empréstimo consignado pelo FGTS Digital está liberado; veja como contratar

A proposta de permitir que trabalhadores do setor privado solicitem empréstimos consignados através do FGTS Digital, sem depender da autorização da empresa empregadora, está em análise pelo Governo Federal

Empréstimo consignado pelo FGTS Digital está liberado; veja como contratar. Imagem: FDR

Essa medida visa simplificar o acesso ao crédito, eliminando obstáculos burocráticos e agilizando a liberação dos empréstimos. Anunciada pelo Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, a proposta de consignado pelo FGTS Digital encontra-se em fase de estudo pelo ministério. 

Caso seja efetivada, representará uma alternativa simplificada e segura para os trabalhadores obterem crédito de forma mais facilitada. Além disso, a ideia surge como uma alternativa à possibilidade de extinção do saque-aniversário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Em meio às opções oferecidas pelo Fundo de Garantia, o saque-aniversário representa uma alternativa que permite ao trabalhador acesso a seu próprio dinheiro em situações de urgência financeira. 

Ao contrário dos empréstimos, essa modalidade oferece a oportunidade de quitar dívidas com taxas elevadas, como as do cheque especial, ou investir em aplicações mais rentáveis que o FGTS.

A coexistência entre o saque-aniversário e o empréstimo consignado pelo FGTS Digital proporciona uma maior flexibilidade, expandindo as escolhas de crédito para o trabalhador. Essa abordagem permite que o trabalhador gerencie suas finanças de maneira mais eficaz, utilizando o Fundo de Garantia de acordo com suas necessidades imediatas ou estratégias de investimento.

O que é o FGTS Digital?

O FGTS Digital representa uma abordagem inovadora na gestão do FGTS, integrando todo o processo do fundo de forma mais eficiente. O Ministério do Trabalho e Emprego destaca melhorias na arrecadação, na prestação de informações aos trabalhadores e empregadores, na fiscalização, na apuração, no lançamento e na cobrança dos valores devidos. 

Na prática, o empregador se beneficiará significativamente, enquanto poucas mudanças impactarão o trabalhador. A inovação do FGTS Digital está na unificação de dados provenientes de diversas fontes, como eSocial, Pix Caixa, Acesso Gov.br e outros sistemas. 

A Caixa Econômica Federal (CEF) mantém sua responsabilidade na administração dos recursos do fundo. Na nova plataforma, as informações de remuneração, já individualizadas desde a origem no eSocial, serão aproveitadas. 

Os empregadores terão acesso a recursos como geração de guias personalizadas, cálculo de indenização compensatória e extratos detalhados dos trabalhadores, proporcionando maior eficiência na gestão.

Quais serviços estão disponíveis pelo FGTS Digital?

Além de simplificar e desburocratizar as tarefas realizadas pelos empregadores, o portal FGTS Digital pretende reforçar a transparência do recolhimento e assegurar a efetivação dos direitos dos trabalhadores. 

Neste sentido, a plataforma foi preparada para utilizar o banco de dados do eSocial. Os débitos serão individualizados desde a origem, recorrendo ao CPF como elemento principal de identificação do trabalhador. 

Esta será a garantia dos funcionários de que o recolhimento mensal do FGTS será feito regularmente. Entre as facilidades da nova funcionalidade listadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego estão: 

  • Emissão de guias rápidas e/ou personalizadas;

  • Consulta de extratos de pagamentos realizados; 

  • Individualização dos extratos de pagamento;

  • Verificação de débitos em aberto;

  • Pagamento da multa indenizatória a partir das remunerações devidas de todo o período trabalhado.

Vale pontuar o resultado de estudos que apontam a otimização do tempo gasto no recolhimento do benefício em cerca de 36 horas mensais. Este será o tempo economizado pelas empresas mediante o uso da plataforma, melhorando o processo e elevando os ganhos de produtividade. 

Vantagens do FGTS Digital

O FGTS Digital traz uma série de vantagens, que vão desde a redução de custos adicionais à arrecadação do fundo até a otimização de operações financeiras. A digitalização dos serviços permite uma automatização dos procedimentos, aumentando a eficiência e a qualidade dos serviços oferecidos aos funcionários.

Além disso, esse novo sistema também se destaca pela eficiência no gerenciamento de dados, garantindo um banco de dados seguro para que as empresas cumpram suas obrigações. A segurança no armazenamento e processamento de informações é reforçada, proporcionando uma base sólida para decisões estratégicas das empresas.

A transparência dos processos relacionados ao Fundo de Garantia também é ampliada, favorecendo uma comunicação mais fluida entre a administração e os gestores das empresas. O FGTS Digital, assim, se consolida como uma ferramenta que vai muito além da simples digitalização, evoluindo de maneira como as empresas interagem com o fundo e gerenciam suas operações.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.