Está com o nome sujo? Saiba como sair dessa situação com ÓTIMA oportunidade

Ter o nome sujo pode trazer diversos transtornos para os brasileiros, como a negativa de empréstimos. A regularização é um grande desafio para os brasileiros, sabendo disso, o governo federal criou oportunidades para quem deseja limpar o nome.

Está com o nome sujo? Saiba como sair dessa situação com ÓTIMA oportunidade (Imagem: FDR)

Segundo o Mapa da Inadimplência, do Serasa, 72,07 milhões de brasileiros estavam com o nome sujo em janeiro desse ano. Essa não é uma situação que seja confortável para os cidadãos. Afinal, além de receberem cobranças, ainda têm algumas limitações.

Para a alegria dessas pessoas, o governo tem um programa que ajuda na renegociação e dívidas. Mas, corra, pois, ele está prestes de ser encerrado.

Como limpar o nome sujo?

  • ·         O programa ajuda oferendo até 96% de desconto sobre o valor da dívida.
  • ·         Além disso, é possível parcelar o valor renegociado em até 60 meses.
  • ·         Nesse caso, há cobrança de juros de 1,99% ao mês.
  • ·         Também é possível fazer o pagamento total à vista, sem a cobrança de juros.
  • ·         Lembrando que o desconto é oferecido apenas para o pagamento à vista.
  • ·         Até então a renegociação é voltada apenas às pessoas físicas. Mas, o governo já estuda a implantação do Desenrola para médias e pequenas empresas, saiba mais.
  • ·         A renegociação pode ser feita virtualmente até o dia 31 de março.
  • ·         Para ter acesso às dívidas cadastradas, acesse a plataforma do Desenrola.

Mitos e verdades sobre ter o nome sujo

  • Veja abaixo algumas verdades sobre essa situação:
  • Estar com o CPF negativado não cancela o Bolsa Família;
  • Pessoas com o nome sujo podem sim abrir um MEI;
  • Ao contrário do que muitos pensam, o nome deve ser retirado dos cadastros de inadimplentes após o pagamento da primeira parcela e não após o pagamento total;
  • As empresas não podem fazer ligações insistentes de modo que o consumidor se sinta constrangido.
  • A situação não impede no processo de visto ou passaporte.
  • O banco pode negar a abertura de conta e a oferta de cartão de crédito.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.