Quem recebe BPC pode receber bolsa família? entenda as regras

Regras de acesso ao Bolsa Família e ao BPC consideram a renda mensal familiar por pessoa. Benefícios são pagos à públicos diferentes e ainda geram algumas dúvidas entre os brasileiros. Veja mais detalhes sobre o acúmulo deles.

O Brasil possui algumas iniciativas voltadas à oferta de melhores qualidade de vida e de renda. O Bolsa Família e o BPC são exemplos disso, os dois benefícios são responsabilidade do governo federal, mas atendem à públicos diferentes.

Quem pode receber o Bolsa Família e o BPC?

  • O Bolsa Família é voltado às pessoas com renda familiar mensal até R$ 218 por pessoa.
  • Já o Benefício de Prestação Continuada é voltado às pessoas com renda mensal até ¼ do salário mínimo, ou seja, R$ 330 por pessoa.
  • Além disso, e necessário ter acima de 65 anos ao ter deficiência de longa duração.
  • Ainda é necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) para receber o Bolsa Família ou o BPC.

É possível acumular o Bolsa Família e o BPC?

  • Em novembro a Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados aprovou uma importante proposta.
  • A exclusão no cálculo de renda do Bolsa Família do valor do BPC.
  • Essa regra se aplica às crianças e adolescentes com deficiência que são beneficiárias do BPC.
  • A decisão foi tomada para evitar que as pessoas que recebem o BPC deixem de ser beneficiadas por causa do limite de renda.
  • Afinal, como dito antes, é necessário ter renda por pessoa até R$ 218.
  • O Benefício de Prestação Continuada tem o valor de um salário-mínimo mensal, para saber como receber, clique aqui.
  • A proposta inda deve ser analisada em caráter conclusivo pelas Comissões de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.