Prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda 2024 começa em março

Contribuintes têm de março a maio para fazer a entrega da Declaração do Imposto de Renda 2024. Envio dos dados é obrigatório para quem não é isento. Deixar de entregar a declaração gerar diversos problemas para o contribuinte.

Prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda 2024 começa em março (Imagem: FDR)

 

A Receita Federal vai iniciar o prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda 2024 neste mês de março. Quem não fizer a entrega dentro do prazo terá que pagar multa, mas, esse não é o único problema que o contribuinte pode enfrentar.

Quem é obrigado a entregar a Declaração do Imposto de Renda 2024?

  • Pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis (salários, aposentadoria, aluguéis, etc.) acima da faixa de isenção.
  • Segundo as regras de 2023: quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70; ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil.
  • Quem teve receita bruta de atividade rural acima de R$ 142.798,50;
  • Todo cidadão que realizou operação em bolsas de valores acima de R$ 40 mil;
  • Quem tinha na data de 31 de dezembro posse ou propriedade de bens acima de R$ 300 mil;
  • Todas as pessoas que passam a residir no Brasil em 2023.

O que acontece se não entregar a declaração?

  • ·         O contribuinte terá que pagar multa de R$165,74, valor para quem não tem imposto a pagar;
  • ·         Caso o contribuinte tenha algum imposto a ser pago a multa é de 1% ao mês, limitada a 20%;
  • ·         O CPF ficará irregular junto à Receita Federal;
  • ·         O contribuinte corre o risco de cair na malha fina, o que complica um pouco as coisas;
  • ·         Na pior das situações o contribuinte poderá ser acusado de sonegação de impostos.

Qual o prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda 2024?

Os contribuintes terão de 15 de março a 31 de maio para entregar a declaração. Os dados serão transmitidos pelo site da Receita Federal.

Veja quais os documentos serão necessários para a entrega da declaração, clicando aqui.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.