FGTS Futuro: governo anuncia 60 mil casas; entenda como funciona novo programa

Anunciada recentemente pelo Governo Federal, a modalidade do FGTS Futuro deverá auxiliar milhares de trabalhadores em todo o país. Por meio dela, será possível utilizar depósitos previstos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para diminuir as prestações de financiamentos imobiliários.

FGTS Futuro: governo anuncia 60 mil casas; entenda como funciona novo programa
FGTS Futuro: governo anuncia 60 mil casas; entenda como funciona novo programa. (Imagem FDR)

A nova modalidade de saque do FGTS deverá estar disponível ainda no mês de março. Segundo o Governo Federal, a expectativa é que o novo benefício possa auxiliar na compra de mais de 60 mil casas.

Entenda os detalhes sobre como funcionará o FGTS Futuro:

  • Nova modalidade aguarda o aval do fundo gerenciador do FGTS para poder entrar em vigor;
  • Opção de uso estará disponível com regras restritas;
  • Dessa forma, o trabalhador que aderir ao FGTS Futuro só poderá utilizar o fundo para realizar o pagamento de financiamentos imobiliários;
  • O benefício funcionará por meio do comprometimento de parte do FGTS que ainda será depositado;
  • O valor será utilizado para diminuir o valor da parcela do financiamento habitacional;
  • Outra opção é o uso para aumento do limite de crédito;
  • Como alguns financiamentos estabelecem teto de comprometimento da renda, o uso do FGTS aumentará as possibilidades sem comprometer esse percentual;
  • A liberação dos recursos será realizada mensalmente diretamente pela Caixa Econômica Federal que precisará apenas do aval do trabalhador para efetuar o pagamento;
  • Atualmente, uma modalidade de uso do fundo já permite a liberação de até 80% para reduzir o valor das prestações de imóveis;
  • A principal novidade do programa anunciado nesta semana está no comprometimento de parcelas que ainda serão depositadas;
  • De acordo com o Governo Federal, famílias com renda mensal de até R$ 2.640 deverão ser atendidas nessa primeira etapa;
  • No entanto, o limite de renda para participação no programa deverá ser de até R$ 8 mil;
  • Além disso, o benefício deverá priorizar famílias atendidas pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Consulte outras informações sobre a liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.