Titulares do BPC ganham valores extras em fevereiro; confira

No Brasil, idosos com mais de 65 anos e que vivem em situação de vulnerabilidade social ou econômica tem direito ao pagamento do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Recentemente, o Governo Federal liberou valores extras para esse grupo.

Titulares do BPC ganham valores extras em fevereiro; confira
Titulares do BPC ganham valores extras em fevereiro; confira. (Imagem: FDR)

Além dos idosos com mais de 65 anos, cidadãos brasileiros que possuem algum tipo de deficiência também têm direito ao pagamento do BPC. O benefício é liberado mensalmente pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O pagamento tem o mesmo valor para todos os beneficiários. Como o valor é baseado no salário mínimo, ele foi atualizado neste ano. Agora, o pagamento que era de R$ 1.320 passou a ser de R$ 1.412.

No entanto, além do valor regular, também é possível receber um crédito extra. O valor é liberado por meio de empréstimos que são disponibilizados para quem recebe pagamentos do INSS.

Confira outros detalhes sobre o consignado do BPC:

  • O crédito adicional foi liberado recentemente para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada;
  • As regras que regem a operação são semelhantes as estabelecidas para aposentados ou pensionistas do INSS;
  • O empréstimo possui uma das menores taxas de juros do mercado;
  • Isso porque o pagamento é realizado por meio de descontos na folha do benefício;
  • Ou seja, a parcela contratada será descontada de forma automática do benefício;
  • Atualmente, as regras estabelecem os seguintes critérios:
  • Comprometimento máximo de 45% do valor do benefício;
  • Esse percentual é dividido da seguinte forma:
  • 35% para empréstimo pessoal consignado;
  • 5% para o cartão de crédito consignado;
  • 5% para o cartão consignado de benefício;
  • Já a taxa de juros também é limitada pela legislação brasileira;
  • Dessa forma, ela não pode passar do limite de 1,76% ao mês para crédito pessoal;
  • Já o total de prestações deve ser de, no máximo, 84 meses.

Confira mais detalhes sobre o pagamento do Benefício de Prestação Continuada neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.