Governo paga R$ 9.200 para estudante de baixa renda; confira como funciona o pé-de-meia

O governo está realizando uma ação focada nos jovens do país. Principalmente no estudante de baixa renda que busca garantir uma bolsa ao final do seu ensino. Veja mais detalhes sobre a criação do Programa Pé de Meia, que visa a vida financeira dos jovens alunos do país.

Governo paga R$ 9.200 para estudante de baixa renda; confira como funciona o pé-de-meia
Governo paga R$ 9.200 para estudante de baixa renda; confira como funciona o pé-de-meia (Imagem: FDR)

O Programa Pé de Meia foi criado com foto no estudante de baixa renda do país. A meta do governo federal é criar uma bolsa para este aluno, onde no fim do seu ciclo estudantil, ele tenha um valor guardado esperando pela retirada. Desta forma, a iniciativa funciona como um incentivo financeiro para os estudantes.

Este valor estará sendo pago aos alunos da rede pública do país, com foco nos jovens que estão participando do ensino médio. Ou seja, alunos que estão inscritos no ensino fundamental I e II não serão inclusos nesta novidade proposta pelo governo federal. Veja abaixo o motivo e também os valores pagos.

Estudante de baixa renda no país será gratificado com valores do governo

No momento da matrícula do aluno, o(a) responsável terá um pagamento de R$ 200,00 garantindo. Conforme os meses escolares vão passando, este aluno terá, mensalmente, R$ 200,00 depositado neste fundo.

  • No 1º ano do ensino médio, será uma parcela de R$ 200,00 no momento da matrícula e nove parcelas do mesmo valor ao decorrer do ano, totalizando R$ 2 mil. Em caso de aprovação, terá uma parcela de R$ 1 mil extra garantida;
  • No 2º ano do ensino médio, também haverá uma parcela de R$ 200,00 na matrícula e mais nove parcelas do mesmo valor ao decorrer do ano, totalizando mais R$ 2 mil. Além disto, em caso de aprovação, deve-se adicionar mais R$ 1 mil neste valor;
  • Por fim, no 3º ano do ensino médio, ano de conclusão, o aluno estará apto às mesmas regras citadas acima. Porém, além disto, também conta com uma parcela extra de R$ 200,00 caso o concluinte realize o ENEM.

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].