Bolsa Família liberado para idosos? Veja as regras para receber o pagamento

Relançado pelo Governo Federal em 2023, o programa Bolsa Família atende cerca de 21 milhões de famílias em todo o país. Por meio da iniciativa, é possível receber o pagamento mínimo mensal de R$ 600. Confira os detalhes para a inclusão de idosos no benefício.

Bolsa Família liberado para idosos? Veja as regras para receber o pagamento
Bolsa Família liberado para idosos? Veja as regras para receber o pagamento. (Imagem: FDR)

Atualmente, o principal critério para receber o benefício é a renda familiar. De acordo com o Governo Federal, ela deverá ser de no máximo R$ 218 por cada membro da família. Dessa forma, caso o idoso se enquadre no critério, ele poderá fazer parte do programa.

Confira outras regras para inclusão no Bolsa Família:

  • Também é preciso que o beneficiário esteja inserido no CadÚnico;
  • Esse processo de inscrição deve ser realizado presencialmente em uma unidade do CRAS;
  • No momento do atendimento, é preciso levar os seguintes documentos de todos os familiares:
  • Documento de identidade;
  • CPF;
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda;
  • Recentemente, uma nova regra determinou que é preciso estar com o CPF regular para entrar no Bolsa Família;
  • A consulta da situação do documento pode ser realizada online por meio do site da Receita Federal;
  • A plataforma está disponível neste link;
  • Caso cumpra todas as exigências, o idoso deverá ser incluído no Bolsa Família;
  • Mensalmente, ele receberá um pagamento de no mínimo R$ 600;
  • O depósito do dinheiro é realizado por meio da poupança social da Caixa Tem;
  • Além do benefício principal, ele poderá receber pagamentos extras caso sua família também se enquadre nos critérios.

Veja a lista de benefícios extras do Bolsa Família:

  • Benefício Variável Familiar Nutriz: Aumenta em R$ 50 o pagamento por cada membro da família com até seis meses de idade;
  • Benefício de Renda de Cidadania: Paga um adicional de R$ 142 por pessoa da família;
  • Benefício Complementar: Garante que o valor mínimo do Bolsa Família seja de R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância: Adiciona R$ 150 por criança de até sete anos que faça parte da família;
  • Vale-Gás: Libera de forma bimestral 50% do valor médio nacional de um botijão de gás de 13 kgs.

Confira mais detalhes sobre o pagamento de janeiro do Bolsa Família neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.