Governo autoriza passagens de avião por R$ 200; veja regras e quando começa

O governo federal anunciou que o programa Voa Brasil disponibilizará passagens a R$ 200. A novidade será voltada a aposentados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que recebem até dois salários mínimos e estudantes do Prouni. Entenda o funcionamento.

Governo autoriza passagens de avião por R$ 200; veja regras e quando começa
Governo autoriza passagens de avião por R$ 200; veja regras e quando começa. Imagem: FDR

A notícia foi confirmada pelo ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho. De acordo com ele, o público a ser abraçado equivale a 20,6 milhões de pessoas. A previsão, no entanto, é que cerca de 3 milhões sejam beneficiados num primeiro momento.

Vale destacar que aqueles que voaram nos últimos 12 meses, por exemplo, não poderão ter acesso ao programa. A iniciativa tem prazo de lançamento em meados do mês de fevereiro. Todos os detalhes sobre acesso serão divulgados juntos.

Alguns detalhes sobre o programa do governo Voa Brasil

Para viabilizar o programa, o ministro negociou a adesão das três principais companhias aéreas do país: Gol, Azul e Latam. O trio responde por mais de 90% dos voos domésticos no Brasil. Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a tarifa média em setembro de 2023 estava em R$ 747,66; em agosto do ano passado, era de R$ 650,78.

“Hoje, são apenas 30 milhões de pessoas que voam no Brasil. Serão 2,5 milhões e meio de novas pessoas que vão ter oportunidade de viajar. Isso significa incluir quase um Paraguai na aviação brasileira. Esta é a primeira etapa do programa. Vamos verificar com as áreas a possibilidade de ampliar o programa”, explicou.

Confira outros pontos do programa a ser lançado

  • O programa deve ser implementado em fases. A ação vai ajudar os aeroportos a se prepararem melhor;
  • Após ser implementado, a estimativa é que mensalmente sejam oferecidas 1,5 milhão de passagens mais baratas;
  • Para os funcionários públicos será definido um teto de salário;
  • Existe a possibilidade de voos internacionais serem inseridos no programa;
  • É provável que um aplicativo seja lançado e as pessoas que tiverem o direito à participação se cadastrem nele.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].