Inscrição no Cadastro Único garante renda fixa para milhares de beneficiários; saiba mais

Responsável por reunir as informações dos brasileiros atendidos por programas socias, o Cadastro Único garante renda fixa para milhares de beneficiários que vivem em situação de vulnerabilidade econômica e social no país.

Inscrição no Cadastro Único garante renda fixa para milhares de beneficiários; saiba mais
Inscrição no Cadastro Único garante renda fixa para milhares de beneficiários; saiba mais. (Imagem: FDR)

Por meio dele, o Governo Federal realiza a identificação e seleção das famílias que são atendidas pelos programas sociais. Entre eles, o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), por exemplo.

Confira mais informações sobre os programas que estão incluídos no Cadastro Único:

  • Em casos de programas pagos pelo Governo Federal, é preciso que as famílias estejam cadastradas no CadÚnico;
  • O processo é realizado presencialmente em uma unidade do CRAS próxima da residência do grupo familiar;
  • No local, um responsável deverá apresentar seus dados de identificação e o CPF dos demais moradores da residência;
  • Em seguida, ele será orientado por um assistente social sobre os programas que pode participar;
  • Entre eles, o que possui maior abrangência é o Bolsa Família;
  • Relançado em 2023, o programa garante o pagamento mínimo de R$ 600 para mais de 21 milhões de famílias em todo o país;
  • Além do benefício principal, o Bolsa Família conta ainda com pagamentos extras;
  • Juntos, eles podem aumentar a renda familiar para cerca de R$ 1000 por mês;
  • Outro programa que está atrelado ao CadÚnico é a distribuição de cestas básicas para famílias vulneráveis;
  • Nesse caso, a gerência é realizada pelas prefeituras;
  • No entanto, elas utilizam o CadÚnico como fonte de informações sobre qual família deverá ser atendida;
  • Outro programa que é disponibilizado para quem faz parte do cadastro é o BPC;
  • Por meio dele, idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência que vivem em situação de vulnerabilidade garantem um pagamento mensal de um salário mínimo;
  • Atualmente, esse valor corresponde a R$ 1.412;
  • Para receber algum dos benefícios, é essencial que a família mantenha seu cadastro sempre atualizado;
  • O processo deve ser feito periodicamente também em uma unidade do CRAS.

Confira mais informações sobre outros benefícios sociais pagos pelo Governo Federal neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.