Aluguel GRATUITO em 2024 é confirmado por Lula; saiba quem terá direito

Após ser relançado neste ano pelo Governo Lula, o programa Minha Casa Minha Vida passou por mudanças significativas. O programa, que tem ajudado diversas famílias brasileiras a saírem do aluguel, possibilita acesso a financiamentos imobiliários de forma facilitada. Há, inclusive, a gratuidade. Veja.

Aluguel GRATUITO em 2024 é confirmado por Lula; saiba quem terá direito
Aluguel GRATUITO em 2024 é confirmado por Lula; saiba quem terá direito. Imagem: FDR

A ideia do projeto é auxiliar na diminuição do déficit habitacional do país. Para isso, o governo federal decidiu ampliar a lista de possíveis beneficiários do Minha Casa Minha Vida. Assim, novas faixas de participação foram criadas. Entenda abaixo.

Confira as mudanças no programa para quem quer sair do aluguel

  • A iniciativa foi criada para atender famílias com renda bruta mensal de até R$ 8 mil;
  • Já para aquelas que vivem em áreas rurais, o limite é de R$ 96 mil anuais;
  • Os grupos familiares são divididos por faixas;
  • As classificações auxiliam na definição do tipo de financiamento que será realizado;

No meio urbano, as faixas são as seguintes:

  • Faixa Urbano 1: renda bruta familiar mensal até R$ 2.640;
  • Faixa Urbano 2: renda bruta familiar mensal de R$ 2.640,01 a R$ 4,4 mil;
  • Faixa Urbano 3: renda bruta familiar mensal de R$ 4.400,01 a R$ 8 mil.

Já para famílias que residem em áreas rurais, as faixas são as seguintes:

  • Faixa Rural 1: renda bruta familiar anual até R$ 31.680;
  • Faixa Rural 2: renda bruta familiar anual de R$ 31.680,01 até R$ 52,8 mil;
  • Faixa Rural 3: renda bruta familiar anual de R$ 52.800,01 até R$ 96 mil;
  • Com a nova definição de grupos, o Governo Federal planeja uma expansão do programa;
  • Além disso, outra importante medida foi tomada para garantir o acesso a moradia;
  • Agora, famílias que são atendidas pelo Bolsa Família ou BPC e possuem financiamento pelo Minha Casa Minha Vida serão isentas do pagamento das parcelas devidas;
  • Com isso, a expectativa é que o déficit habitacional no país seja reduzido consideravelmente.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].