Aposentadoria pelo INSS se torna uma realidade distante para muitos trabalhadores em 2024

Após a aprovação da Reforma da Previdência, as regras para aposentadoria tem sido modificadas regularmente pelo INSS. O momento representa um período de transição até a chegada dos critérios nos termos definitivos. A previsão é de que isso aconteça apenas em 2033.

Aposentadoria pelo INSS se torna uma realidade distante para muitos trabalhadores em 2024
Aposentadoria pelo INSS se torna uma realidade distante para muitos trabalhadores em 2024. (Imagem: FDR)

Até lá, as regras para aposentadoria por idade e tempo de contribuição deverão ser modificadas anualmente. Em 2024, alguns novos critérios estabelecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social já passarão a ser válidos.

Veja as principais mudanças relacionadas ao INSS no próximo ano:

  • As mudanças que serão implementadas deverão afetar tanto homens quanto mulheres;
  • As modificações são aplicadas para os trabalhadores que começaram a exercer alguma atividade formal depois de 2019, ano em que a reforma foi aprovada;
  • No caso deles, a idade mínima para aposentadoria será modificada para 65 anos;
  • Enquanto para as mulheres, a exigência será de 62 anos de idade;
  • Além disso, a regra que determina o tempo mínimo de contribuição também será modificada;
  • Para os homens, passará a ser exigida a comprovação de contribuição com a previdência pelo período mínimo de 35 anos;
  • Já para as mulheres, essa exigência será atualizada e passará a ser de 30 anos;
  • Outra regra é aplicada no caso de trabalhadores que já contribuíam com o INSS quando a Reforma da Previdência foi aprovada;
  • No caso deles, o cálculo é realizado por meio de um sistema de pontos;
  • Para os homens, o direito a aposentadoria é obtido quando a soma atinge 101 pontos;
  • Enquanto para as mulheres, a exigência em 2024 será de 91 pontos;
  • Essa pontuação é obtida por meio da soma das idades e do tempo de contribuição;
  • Dessa forma, cada ano representa um ponto para o cálculo final.

Confira outras informações sobre a aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.