É falso que o preço da geladeira não vai AUMENTAR em 2024? Entenda o caso

Um anúncio realizado recentemente sobre um possível aumento significativo no preço da geladeira em 2024 gerou um alerta entre os cidadãos brasileiros. No entanto, nesta semana, uma associação que reúne organizações da sociedade civil apontou que o aumento deverá ser de, em média, R$ 200.

É falso que o preço da geladeira não vai AUMENTAR em 2024? Entenda o caso
É falso que o preço da geladeira não vai AUMENTAR em 2024? Entenda o caso. (Imagem: FDR)

Na última semana, a Eletros, uma associação que é composta por fabricantes de eletrodomésticos de grandes marcas, informou que o preço mínimo do produto deveria ser fixado em cerca de R$ 5.000. O número representaria uma alta significativa com relação ao preço atual.

Entenda o que deverá mudar no preço da geladeira em 2024:

  • A mudança nos preços será causada pela modificação nos níveis de eficiência energética das geladeiras;
  • A medida foi publicada neste mês pelo Governo Federal e prevê um aumento no mínimo do índice que mede a eficiência dos aparelhos;
  • A mudança deverá acontecer em formato gradual e deverá ser cobrada a partir de 2026;
  • De acordo com a associação de fabricantes, a modificação deverá causar um grande prejuízo para as indústrias;
  • No entanto, a estimativa de preço mínimo de R$ 5.000 foi reduzida para cerca de R$ 4.000;
  • O preço leva em consideração os refrigeradores adequados a legislação;
  • Valor só deverá ser cobrado a partir de 2026;
  • A modificação deverá acontecer em duas etapas;
  • Inicialmente, os refrigeradores que serão produzidos a partir do próximo ano deverão ter um índice máximo de 85,5% do consumo padrão de energia;
  • No entanto, os produtos que não obedecem a regra mas já foram fabricados poderão continuar a ser vendidos;
  • Em 2026, a venda desses itens passará a ser proibida;
  • Já em 2027, o índice de eficiência deverá ser reajustado para o mínimo de 90%;
  • A mudança deverá causar aumentos nos preços dos itens;
  • No entanto, eles não deverão ser tão significativos para os consumidores.

Confira outras informações sobre o aumento dos preços em 2024 neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.