Gatonet é derrubado pela anatel e surpreende brasileiros PREJUDICADOS

Um balanço divulgado recentemente pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) revelou que, durante o ano de 2023, mais de 52 operações de bloqueio de TV Boxes, o chamado gatonet, foram realizadas em todo o país.

Gatonet é derrubado pela anatel e surpreende brasileiros PREJUDICADOS
Gatonet é derrubado pela anatel e surpreende brasileiros PREJUDICADOS. (Imagem: FDR)

As operações foram realizadas por conta da irregularidade do serviço, que não é regulamentado no país. Além disso, o órgão federal também aponta que quem utiliza o gatonet corre uma série de riscos.

Confira mais detalhes sobre as operações para bloquear o gatonet no Brasil:

  • Ações foram realizadas ao longo de todo o ano;
  • No total, cerca de 3.900 endereços tiveram o sinal bloqueado definitivamente pela Anatel;
  • Funcionamento da TV Box não é homologado no Brasil;
  • Com isso, o cidadão que utiliza o serviço está sujeito a alguns riscos;
  • De acordo com a Anatel, o maior deles diz respeito ao vazamento de dados, já que não há segurança nesse ponto;
  • Durante operações realizadas ao longo do ano, foi constatada a capacidade de alguns aparelhos de armazenar e divulgar ilegalmente informações pessoais;
  • Além disso, os aparelhos também podem ser usados para ataques de rede, afetando diretamente o funcionamento da internet;
  • Para evitar as situações, a Anatel lançou neste ano um Plano de Combate aos Decodificadores Clandestinos;
  • Recentemente, três tipos de serviços conseguiram ser bloqueados pela agência;
  • São eles: compartilhamento de chave de criptografia do sinal do SeAC, assinatura pirata e IPTV;
  • Além disso, a Anatel também atuou no bloqueio de sites de steaming que funcionavam irregularmente;
  • Também foram afetados aplicativos ilegais de transmissão;
  • De acordo com o conselheiro diretor da Anatel, Arthur Coimbra, a expectativa é que novas operações sejam realizadas em 2024;
  • Dessa forma, novos bloqueios deverão ser efetuados em todo o território nacional.

Saiba mais detalhes sobre os alertas fornecidos pela Agência Nacional de Telecomunicações neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.