INSS anuncia mudanças para ampliação do BPC a partir de 2024

Pago pelo Governo Federal, o BPC (Benefício de Prestação Continuada) garante uma renda mínima para idosos ou pessoas com deficiência que vivem em situação de vulnerabilidade social ou econômica no Brasil. Para facilitar o acesso ao benefício, novas regras foram criadas pelo INSS.

INSS anuncia mudanças para ampliação do BPC a partir de 2024
INSS anuncia mudanças para ampliação do BPC a partir de 2024. (Imagem: FDR)

Desde outubro deste ano, alguns segurados pelo INSS passaram a obter a opção de dispensa de perícia médica para comprovar a situação e receber o benefício. A medida é válida para aqueles que, por algum outro motivo, já realizaram o procedimento nos últimos dois anos.

Dessa forma, não é preciso passar por uma nova perícia para ter o benefício social liberado pelo INSS. A mudança faz parte de uma série de medidas do Governo Federal para diminuir a fila de espera pela análise do Instituto.

Entenda como funciona a concessão do BPC:

  • O benefício é pago para idosos com mais de 65 anos que possuem a renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo, o que equivale a R$ 261,25;
  • Também tem direito ao pagamento pessoas com deficiência que comprovem não ter condições de se sustentar;
  • O dinheiro liberado por meio do benefício corresponde ao valor de um salário mínimo;
  • Em 2024, com o aumento do salário mínimo, o valor do BPC também será reajustado;
  • A partir do próximo ano o benefício será de R$ 1.421;
  • O pagamento é realizado mensalmente pelo INSS;
  • No entanto, vale lembrar que o BPC representa um benefício social;
  • Dessa forma, os cidadãos atendidos não tem direito ao 13º salário, por exemplo;
  • Para receber o BPC, além de realizar a solicitação ao INSS, também é preciso estar inscrito no CadÚnico;
  • O processo pode ser realizado em unidade do CRAS.

Confira mais detalhes sobre o pagamento do Benefício de Prestação Continuada neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.