Pix Automático começa em 2024; Entenda a novidade e como vai funcionar

Consagrado como o modo de pagamento mais utilizado no país, o Pix está em constante evolução e deverá apresentar novidades em 2024. A ferramenta de pagamento instantâneo deverá ganhar a versão automática, que permitirá o agendamento das transferências e pagamentos realizados via Pix.

Pix Automático começa em 2024; Entenda a novidade e como vai funcionar
Pix Automático começa em 2024; Entenda a novidade e como vai funcionar. (Imagem: FDR)

Por meio da novidade, os cidadãos poderão realizar pagamentos recorrentes sem precisar autorizar autorizar cada nova transação. Esse agendamento será gratuito. No entanto, a medida só estará disponível apenas em outubro de 2024.

Veja como funcionará o Pix automático:

  • A mudança será implementada pelo Banco Central;
  • Instituição é responsável por manter o funcionamento do Pix e por realizar atualizações no sistema de pagamentos instantâneos;
  • De acordo com o projeto apresentado, o cidadão deverá realizar uma autorização prévia;
  • Em seguida, os pagamentos recorrentes liberados serão realizados de forma automática;
  • A autorização poderá ser cancelada pelo usuário a qualquer momento;
  • O serviço estará disponível gratuitamente para clientes pessoas físicas de todos os bancos;
  • Já para clientes que são pessoas jurídicas, a oferta será personalizada por cada instituição;
  • A função de Pix automático já existe, mas a oferta ainda é facultativa;
  • Oferta é semelhante ao débito automático em conta;
  • No entanto, por meio do Pix, o pagamento é realizado de forma instantânea, trazendo vantagens para o cliente como a liberação imediata do serviço, por exemplo;
  • Vale lembrar que o Pix possui limite diário;
  • Dessa forma, é importante que o cliente esteja atento ao aderir a modalidade;
  • Limite de transações e de valor movimentado pode ser alterado a qualquer momento;
  • Para tal, o cliente deve realizar uma solicitação junto a instituição financeira na qual possui conta corrente;
  • O ideal é que o cidadão mantenha o limite acima do que será pago em conta, para evitar o bloqueio de novas transações.

Confira mais informações sobre os pagamentos via Pix neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.