Preço da ceia de natal AUMENTA e dicas ajudam a economizar

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) apontou que, em 2023, a ceia de natal está 8,9% mais cara do que no ano passado. A alta dos preços dos itens natalinos superou a inflação acumulada no período, que se manteve em 4,82%. Saiba como economizar na hora de fazer as compras.

Preço da ceia de natal AUMENTA e dicas ajudam a economizar
Preço da ceia de natal AUMENTA e dicas ajudam a economizar. (Imagem: FDR)

A pesquisa levou em consideração a média nacional de uma cesta composta pelos seguintes itens: aves natalinas, pernil, peru, tender, lombo azeite, caixa de chocolates, panetone, espumante e sidra. Juntos, eles estão custando cerca de R$ 321,13. Em 2022, o preço era de R$ 294,75.

Confira dicas sobre como economizar na ceia de natal:

  • Orçamento: para evitar gastos desnecessários ou que ultrapassem o limite financeiro, é essencial que o consumidor defina quanto pretende gastar antes de ir às compras. Dessa forma, ele deverá ajustar os itens selecionados ao valor que terá disponível;
  • Ceia colaborativa: outra opção é dividir os custos das compras entre os convidados para o momento de celebração. Assim, o anfitrião da noite não precisará arcar com todas as despesas da refeição;
  • Compre com antecedência: com a chegada do período de final de ano, os preços costumam aumentar. Por isso, realizar as compras de forma antecipada é um truque para diminuir os custos;
  • Selecione ingredientes da estação: para quem vai comprar frutas para a refeição, a escolha por ingredientes da estação ajuda a diminuir os custos, tendo em vista que a oferta é maior nos mercados;
  • Busque por promoções: tradicionalmente, alguns locais costumam realizar promoções em dias fixos da semana. A dica é que o consumidor efetue a compra dos itens neste período, auxiliando a baratear o custo da ceia de natal deste ano.

Veja outras dicas sobre como evitar durante o período de final de ano neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.