Minha Casa Minha Vida 2024 tem lista de beneficiários aprovados disponível para consulta

A atualização mais recente do Governo Federal sobre o Minha Casa Minha Vida 2024 tem gerado muita discussão. A grande novidade agora é a promessa de uma nova lista de beneficiários que têm o potencial de se livrar do aluguel.

Minha Casa Minha Vida 2024 tem lista de beneficiários aprovados disponível para consulta
Minha Casa Minha Vida 2024 tem lista de beneficiários aprovados disponível para consulta. (Imagem: FDR)

Recentemente, uma alteração significativa foi renovada no programa Minha Casa Minha Vida 2024 em todo o país. Essa mudança envolveu o aumento do teto de renda mínima necessária para iniciar a jornada rumo à casa própria.

A medida resultou na formação de uma lista inédita de beneficiários, oferecendo uma oportunidade para novas pessoas acessarem esse benefício.

O ministro das Cidades, Jader Filho, anunciou a intenção do Governo Federal em lançar uma nova faixa de renda para o Minha Casa Minha Vida 2024. Os estudos prevêm a liberação do financiamento de imóveis para famílias com renda familiar mensal de até R$ 12 mil

O ministro disse estar em contato com a Caixa Econômica Federal (CEF), em busca do melhor caminho para viabilizar esta nova faixa de renda para o Minha Casa Minha Vida.

Questionado sobre a possibilidade de estender o programa habitacional à classe média, ele informou que o desejo é implementar a Faixa 4 do Minha Casa Minha Vida 2024

Quem são os beneficiários do Minha Casa Minha Vida 2024?

O programa Minha Casa, Minha Vida é direcionado para famílias com renda bruta familiar mensal de até R$ 8 mil em áreas urbanas ou renda bruta familiar anual de até R$ 96 mil em áreas rurais.

As famílias são divididas nas seguintes faixas de renda:

  • Faixa Urbano 1: renda bruta familiar mensal até R$ 2.640;
  • Faixa Urbano 2: renda bruta familiar mensal de R$ 2.640,01 a R$ 4,4 mil;
  • Faixa Urbano 3: renda bruta familiar mensal de R$ 4.400,01 a R$ 8 mil.

Já no caso das famílias residentes em áreas rurais, as faixas são as seguintes:

  • Faixa Rural 1: renda bruta familiar anual até R$ 31.680;
  • Faixa Rural 2: renda bruta familiar anual de R$ 31.680,01 até R$ 52,8 mil;
  • Faixa Rural 3: renda bruta familiar anual de R$ 52.800,01 até R$ 96 mil.

Nas novas regras determinadas pela Medida Provisória, o valor dessas faixas de renda não leva em conta benefícios temporários, assistenciais ou previdenciários, como o auxílio-doença, seguro-desemprego, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Bolsa Família.

O governo também informou que 50% das unidades do programa serão reservadas para as famílias da Faixa 1. Além disso, o programa passará a incluir pessoas em situação de rua na lista de possíveis beneficiários.

As moradias do Minha Casa, Minha Vida terão seus contratos e registros feitos, preferencialmente, no nome da mulher – e eles podem ser firmados sem a autorização do marido.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.