Novo GOLPE desvia PIX em compras on-line pelo computador; entenda

Ferramenta de pagamento mais utilizada no Brasil, o Pix tem se tornado alvo de diversos golpes nos últimos anos. Recentemente, um novo tipo de desvio de pagamento começou a ser utilizado pelos criminosos.

Novo GOLPE desvia PIX em compras on-line pelo computador; entenda
Novo GOLPE desvia PIX em compras on-line pelo computador; entenda. (Imagem: FDR).

O golpe atinge os consumidores que realizam compras online e utilizam o Pix como forma de pagamento. Para tal, os criminosos instalam um vírus nos computadores dos consumidores.

Saiba mais detalhes sobre o golpe do Pix:

  • Com o uso do malware, os criminosos conseguem alterar o código Pix copia e cola;
  • Dessa forma, ao invés de realizar o pagamento da compra, o consumidor acaba transferindo o dinheiro para a conta bancária de quem está aplicando o golpe;
  • Técnica se assemelha ao golpe que altera o código de barras;
  • Golpe só é possível em computadores e não afeta pagamentos realizados por celular;
  • Instalação de software malicioso costuma ser realizada pelo próprio consumidor, sem intenção;
  • Criminosos utilizam anúncios falsos para atrair a atenção do cidadão;
  • Ao clicar no link infectado, programa que modifica o código do Pix é instalado na máquina.

Confira dicas sobre como se prevenir do golpe do Pix:

  • De acordo com especialistas, é essencial que o consumidor evite clicar em links desconhecidos;
  • Além disso, outra etapa extra de proteção é ter um antivírus instalado no computador ou notebook;
  • Ao realizar qualquer pagamento, é preciso conferir se o destinatário está correto;
  • Informação pode ser visualizada na tela do aplicativo bancário;
  • Caso tenha caído no golpe, é preciso realizar uma limpeza do aparelho;
  • Medida ajuda a prevenir novas transferências irregulares;
  • Além disso, é preciso registrar um boletim de ocorrência comunicando sobre o golpe;
  • Em algumas cidades, processo pode ser feito por meio da delegacia virtual;
  • Outra medida é comunicar a transferência irregular para o banco;
  • Banco Central regulamenta que instituições financeiras devem ter medidas de segurança para evitar o golpe do Pix.

Saiba mais sobre o uso da ferramenta de pagamento instantâneo neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.