Golpes digitais: Veja as fraudes que mais causam prejuízos e aprenda a se proteger

Pontos-chave
  • Golpes virtuais roubam dados e valores
  • Golpistas utilizam eventos e programas para atrair vítimas
  • Um dos golpes mais elaborados envolve a invasão ao celular da vítima

Segundo especialistas, o Brasil é um dos países em que mais são aplicados golpes digitais. Principal objetivo dos golpistas é roubar dados e as contas bancárias de suas vítimas. Três estados do Sudeste lideram o ranking.

Golpes digitais: Veja as fraudes que mais causam prejuízos e aprenda a se proteger
Golpes digitais: Veja as fraudes que mais causam prejuízos e aprenda a se proteger (Imagem: FDR)

O Brasil tem sido destaque nos golpes digitais, foi o que afirmou o coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas (CiberLab,), Alesandro Barreto. O departamento que faz parte do Ministério da Justiça e Segurança Pública, tem trabalhado em conjunto com a polícia federal para resolver o problema.

São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os estados com maior número de fraudes; mas, elas são aplicadas em todo o país.

Governo Federal contra os golpes digitais

Em conversa com O Globo, Alexandre Barreto comentou sobre a atuação do Governo Federal no enfrentamento desse problema.

Segundo ele, o CiberLab oferece ajuda aos policiais estaduais nas operações contra fraudes na internet. O órgão atua na identificação dos golpistas.

O grande desafio desse trabalho é o grande número de golpes que surgem diariamente.

Barreto ainda afirmou que, o Governo não tem informações sobre a “exportação” de crimes virtuais; mas, que isso não é totalmente impossível. Uma vez que a internet é um meio de compartilhamento de informações.

Não caia em golpes

Mesmo que para algumas pessoas seja vergonhoso admitir que caiu em um golpe, é importante reconhecer e buscar ajuda. Além disso, conhecer os principais golpes pode ser um grande meio de se proteger contra as práticas.

Veja abaixo quais são os principais golpes aplicados no Brasil atualmente:

Falso atendente virtual

Bem parecido com o anterior, mas, nesse caso, os golpistas fazem uma ligação para a vítima. Para dar ainda mais credibilidade eles usam as Resposta Audível (as URAs).

Essa tecnologia é utilizada nos call centers, trata-se daquelas gravações que aparecem quando ligamos para uma central de atendimento.

Golpe do 0800

Os golpistas usam mensagens via SMS e aplicativos para atrair suas vítimas. No texto eles informam uma transação suspeita no cartão de crédito e disponibilizam um número 0800.

Ao ligar, a vítima acaba passando informações pessoais acreditando que está se livrando de um golpe, quando na verdade está caindo em um. Veja como não cair nesse golpe.

Mão fantasma

O nome pode ser estranho, mas, a prática tem se tornado comum. Através de um aplicativo que a vítima é orientada a baixar, os golpistas passam a ter acesso remoto ao telefone.

Geralmente as ligações ou mensagem parecem de centrais confiáveis, já que os criminosos usam prefixos telefônicos comuns a bancos, como 4003 ou 4004.

Ao assumir o controle do telefone eles conseguem acessar as contas logadas no aparelho, e-mail, mensagens em aplicativos, entre outros.

Usando assuntos atuais

Esse é o chamado phishing, onde os golpistas se aproveitam de assuntos em alta para atrair vítimas.

Em época de Copa do Mundo, por exemplo, é comum que surjam promoções “atrativas”. Atualmente o Desenrola Brasil tem sido usado como isca e, infelizmente, muitas pessoas têm caído. Para saber mais sobre essa prática, clique aqui.

Nesses golpes é comum que a vítima tenha compras feitas no cartão de crédito e até mesmo a clonagem do WhatsApp.

Golpes digitais: Veja as fraudes que mais causam prejuízos e aprenda a se proteger (Imagem: FDR)
Golpes digitais: Veja as fraudes que mais causam prejuízos e aprenda a se proteger (Imagem: FDR)

Golpe da renda extra

Ganhar dinheiro com a internet parece algo fácil, mas, esconde diversos golpes. Nessa prática a pessoa é informada que pode ganhar dinheiro apenas curtindo fotos ou assistindo vídeos.

Mas, para se cadastrar terá que pagar uma taxa inicial de cerca de R$ 100, depois novos depósitos são solicitados à vítima. A promessa de ter o dinheiro dobrado faz com que as pessoas caiam.

Falsa oferta de emprego

A vítima recebe a tão sonhada mensagem “Você foi selecionado para um trabalho”. Como algumas pessoas acabam se candidatando para vários empregos, é difícil identificar de cara que é um golpe.

E para piorar a proposta oferece home office e um bom salário. Acontece que para participar da seleção o candidato precisa pagar uma taxa; depois do pagamento o golpista simplesmente some.

Para saber mais sobre essa prática, acesse nossa pauta sobre o tema.

Chip ou WhatsApp clonado

Esse talvez seja um dos golpes mais perigosos, afinal com o chip clonado o golpista pode ter acesso as contas, trocar senhas. Nessa prática o golpista transfere o número do celular da vítima para um novo chip.

Com o chip em mãos ele consegue clonar o WhatsApp e até mesmo algumas redes sociais.

Recentemente o Governo lançou um site que ajuda os brasileiros a se prevenirem contra esses golpes; para saber mais, clique aqui.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.