NUBANK toma decisão que deixa brasileiros FRUSTRADOS

O Nubank, um dos principais bancos digitais do país, está sempre em busca de oferecer o melhor para o público. No entanto, desta vez a fintech tomou uma decisão que não agradou uma parcela dos clientes. Veja os detalhes.

NUBANK toma decisão que deixa brasileiros FRUSTRADOS
NUBANK toma decisão que deixa brasileiros FRUSTRADOS (Imagem FDR)

O banco decidiu não aderir ao Desenrola Brasil, programa de renegociação de dívidas criado pelo Governo Federal. O programa começou a valer ontem, 17.

Nubank não participa do Desenrola 

Com uma base de 75 milhões de clientes no Brasil atualmente, o Nubank não aderiu ao Desenrola, que é uma das grandes apostas do governo para movimentar a economia do país.

Chama a atenção o fato de grande parte dos clientes do banco serem de baixa renda, principal alvo do programa governamental. 

Banco ainda pode aderir ao Desenrola?

É importante destacar que o Nubank ainda pode aderir ao programa. Os bancos tem até o próximo dia 27 para tomar essa decisão. Atualmente, já participam do programa o Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Itaú, Picpay e Santander.

“Tem um banco só que estava em dúvida se aderia ou não, porque ele tem pouca vantagem no crédito presumido e tem 1 milhão de pessoas negativadas. O Nubank. Estamos aguardando. Se aderirem, serão 2,5 milhões de CPFs (desnegativados)”, disse Haddad, segundo o Estadão.

Desenrola começa a valer

A previsão inicial é que o programa fosse lançado em setembro, no entanto o governo federal antecipou as negociações de dívidas para pessoas com renda de até R$20 mil.

Desta forma, o programa começa atendendo as pessoas que se enquadram na Faixa II, tida como a primeira fase do Programa Emergencial de Renegociação de Dívidas de Pessoas Físicas.

Também é previsto para este primeiro momento que os bancos retirem o nome de pessoas com dívidas de até R$100 do cadastro de negativados.

Como participar do Desenrola

Para poder renegociar suas dívidas, os interessados devem ter conta bancária nos bancos que aderiram ao Desenrola. Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa estão entre os bancos que aderiram ao programa.

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.