ENEM 2023: Como é calculada a nota do exame?

Nota do ENEM 2023 deve ser calculada com o mesmo método das edições anteriores, que não valoriza a quantidade de acertos dos cândidas. O Exame Nacional do Ensino Médio de 2023 será aplicado em todo o país nos dias 5 e 12 de novembro, apenas na versão impressa.

ENEM 2023: Como é calculada a nota do exame?
ENEM 2023: Como é calculada a nota do exame? (Imagem: FDR)

Recentemente o Ministério da Educação realizou uma live para explicar o método de correção do ENEM 2023. Essa edição das provas utilizará o mesmo método das anteriores, que por sinal causa muita dúvida entre os estudantes, afinal, o que importa não é o número de acertos.

Existia uma grande expectativa quanto a mudança nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio desse ano, o entanto, apenas o que mudou foi a volta da aplicação exclusivamente da prova impressa.

Isso mesmo, em 2023 não teremos prova digital, já que essa modalidade teve baixa adesão e alto custo.

Como será a correção do ENEM 2023?

A live foi apresentada por Alexandre Jaloto, servidor do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e teve a intenção de explicar melhor como as questões objetivas do exame são corrigidas.

O ENEM utiliza a Teoria de Resposta ao Item (TRI), descrita pelo Ministério da Educação da seguinte forma:

“A TRI é um conjunto de modelos matemáticos que busca representar a relação entre a probabilidade de o participante responder corretamente a uma questão, seu conhecimento na área em que está sendo avaliado e as características dos itens”.

De modo simples ele funciona da seguinte forma:

O INEP realiza pré-testes das questões que farão parte do banco de questões; a partir disso elas são inseridas em uma espécie de régua, onde as mais fáceis estão na base e as difíceis no topo.

Com isso, é esperado que o estudante que consegue responder as questões do topo, tenha também a capacidade de responder as que estão na base.

 “A TRI busca modelar o comportamento de um item por meio de uma curva que mostra a relação entre a probabilidade de acerto e a proficiência dos participantes”, explicou Jaloto.

Quando um estudante tem um alto número de acertos de questões classificadas como difíceis e baixo acerto das fáceis, o sistema entende que ele ‘chutou’ e sua nota acaba diminuindo.

É exatamente por isso que pode acontecer de dois estudantes fazerem o mesmo número de acertos, mas, ficarem com pontuações diferentes.

Se você está se preparando para o ENEM 2023, a nossa dica é:

Estude também os assuntos de base, aqueles que consideramos mais fáceis e por vezes acabamos negligenciando.

Você pode assistir a live completa través do Canal do INEP no YouTube.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.
Sair da versão mobile