CHOCANTE! Fraude no INSS gera prejuízo de R$ 1,5 MILHÃO para os cofres

A Polícia Federal (PF) tem investigado um sistema de fraude no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que pode ter gerado prejuízo de R$ 1,5 milhão aos cofres públicos. Chamada de Operação Quarteto Fantasma, os policiais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão na última quinta-feira (29) contra uma quadrilha que agia no município do Rio de Janeiro.

CHOCANTE! Fraude no INSS gera prejuízo de R$ 1,5 MILHÃO para os cofres
CHOCANTE! Fraude no INSS gera prejuízo de R$ 1,5 MILHÃO para os cofres (Imagem: FDR)

De acordo com a Polícia Federal, nesse esquema de fraude no INSS os bandidos usavam informações pessoais de trabalhadores já falecidos para aplicar dois tipos de golpes: a solicitação de benefício previdenciário, e o pedido de empréstimo financeiro. A quadrilha agora é investigada por usar documentos falsos e conseguir receber, principalmente, pensão por morte e aposentadoria.

Esses mesmos documentos falsificados eram usados no momento de abrir uma conta bancária em nome do cidadão, e confirmar o pedido de empréstimo consignado. As informações também mostram que ao pedir a aposentadoria, eles usavam desses dados falsos para adulterar o tempo mínimo exigido pela Previdência Social para que o pagamento seja autorizado.

A Polícia Federal acredita que com a Operação Quarteto Fantasma foi possível evitar que as fraudes no INSS gerassem um prejuízo de R$ 6 milhões para os cofres públicos. A quadrilha responderá pelos crimes de estelionato previdenciário, uso de documento falso, falsificação de documento público e organização criminosa.

Como evitar cair em fraudes no INSS?

As vítimas das fraudes no INSS programadas pelos bandidos não são apenas trabalhadores já falecidos. Claro que especificamente nesse caso sofrem os parentes do cidadão que já morreu, porque poderiam ter sido beneficiados com alguma ajuda, como a pensão por morte, mas alguém recebeu o benefício em seu lugar. 

Aposentados e pensionistas do INSS são o principal alvo desses golpistas, muitas vezes porque se tratam de idosos que possuem pouca familiaridade em lidar com questões tecnológicas. Logo, acabam clicando em links maliciosos e podem passar informações para falsos portais. Por isso, as recomendações para se prevenir dessas fraudes são:

  • Mensalmente consulte o extrato de pagamentos do seu benefício do INSS, qualquer desconto que possa estar sendo feito no seu salário será informado por lá;
  • Não passe senha, dados pessoais, código de cartão e nenhuma outra informação por telefone;
  • Não clique em links recebidos por WhatsApp ou SMS;
  • Dúvidas devem ser tiradas na Central de Atendimento, número 135.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]