Você pode CONTRIBUIR na definição sobre o NOVO ENSINO MÉDIO; saiba como

Os diversos movimentos a favor da revogação do Novo Ensino Médio fizeram com que o Ministério da Educação abrisse debates sobre o tema. Além de diversas webs conferências, uma consulta pública está disponível e você pode ajudar a decidir sobre o assunto.

Você pode CONTRIBUIR na definição sobre o NOVO ENSINO MÉDIO; saiba como
Você pode CONTRIBUIR na definição sobre o NOVO ENSINO MÉDIO; saiba como (Imagem: FDR)

A implantação do Novo Ensino Médio não agradou muito os brasileiros, isso fez com que uma onda de pedidos de revogação tomasse conta do país. Para aanalisar esses pedidos, o MEC suspendeu a implantação e  realiza ações que busca analisar como elas estão ocorrendo pelo Brasil.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) tem orientado que os trabalhadores participem dessa consulta pública respondendo a um questionário.

Entre as justificativas para a revogação está o fato de que os profissionais perceberam que os estudantes não estão sendo efetivamente preparados para o mercado de trabalho; além disso, falta qualificação adequada para os responsáveis pelas aulas dos itinerários formativos.

Como participar da pesquisa sobre o Novo Ensino Médio?

Você deve acessar o portal Gov.br e se cadastrar; após isso, pode acessar a plataforma PARTICIPA+BRASIL e ler as orientações para participação na pesquisa.

São 11 perguntas em que você pode marcar “concordo com a proposição” ou “discordo da proposição”. As respostas serão recebidas até o dia 06 de junho desse ano, ou seja, próxima semana.

esta consulta pública tem por objetivo abrir o diálogo com a comunidade escolar, os profissionais do magistério, as equipes técnicas dos sistemas de ensino, os estudantes, sociedade civil, pesquisadores e os especialistas do campo da educação para a coleta de subsídios para a tomada de decisão do Ministério da Educação – MEC sobre a revisão e reestruturação da política nacional do ensino médio”, informa o Ministério da Educação.

Vale lembrar que essa consulta foi aberta após o Ministério da Educação não apoiar a revogação das mudanças implementadas. E, após ela, serão traçados os rumos que a educação básica no país seguirá.

“Penso que chegaremos em um consenso […] Precisamos ouvir. E não é fácil ouvir aquelas mensagens que vêm da força de quem está empenhado e sente no dia a dia os efeitos (do novo ensino médio)”, afirmou a secretária executiva do Ministério da Educação (MEC), Izolda Cela.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.