SUPERAÇÃO! 3 milhões de brasileiros mudam de vida com medida do Governo

Após esta medida do governo federal, a população que vive em situação de vulnerabilidade social e econômica teve uma mudança na vida, conseguindo ter acesso à itens que antes não eram possíveis. Acompanhe novas informações sobre este programa do governo que vem trazendo sorrisos à população.

Gasolina mais cara? Entenda porque Lula não REDUZIU o preço dos combustíveis
SUPERAÇÃO! 3 milhões de brasileiros mudam de vida com medida do Governo (Imagem: FDR)

O governo Lula assumiu em janeiro deste ano e sua principal diretriz é fortalecer a população que vive em situação de pobreza e extrema pobreza. Com isto, o governo almeja que possa ampliar o seu poder de compra, principalmente na área da alimentação, onde o país vem falhando nos últimos tempos.

Estamos falando do maior programa social em atividade do país, o Bolsa Família, que teve o seu valor ampliado para suprir às famílias que mais precisam. Este ano, o benefício recebeu um reajuste em seu valor, elevando-o para R$600. Além disto, uma série de pagamentos extras também foram aplicados ao programa.

Agora, as famílias que possuem filhos(as) entre 0 e 6 anos de idade tem direito à um pagamento extra de R$150 por filho; já no caso de gestantes e filhos(as) entre 7 e 18 anos incompletos, as famílias receberão um pagamento extra de R$50 por membro nessas características.

O que estas mudanças, aplicadas pelo governo federal, fazem com a população?

De acordo com o Ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, a medida vem favorecendo a população e que três milhões de pessoas já saíram do patamar de extrema pobreza desde janeiro. Também de acordo com o Ministro, até junho, deverão ser oito milhões de pessoas fora da extrema pobreza.

“Uma família com 10 pessoas recebia R$ 600, sem criança, sem gestante e sem adolescente, agora passa a receber R$ 1.420, por causa dos R$ 142 per capita. É ação para tirar gente da extrema pobreza.”

Bloqueios do Bolsa Família

O governo federal também vem checando os cadastros ativos no Bolsa Família para que não haja o pagamento desnecessário ou indevido para pessoas que não precisam receber o benefício. O alvo do governo federal são as pessoas que se cadastraram como unicelulares, que moram sozinha e que não tem parentes.

Milhões de pessoas tiveram o seu cadastro invalidado, onde será necessário uma atualização cadastral para que haja a disponibilidade de saque ou até mesmo movimentações financeiras envolvendo a verba do Bolsa Família

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].