Instituto Federal tem mais de mil vagas em cursos técnicos gratuitos

Os cursos técnicos gratuitos são integrados, concomitantes e subsequentes e do Proeja; há reserva de vagas para ações afirmativas. A forma de ingresso depende do nível do curso desejado, para alguns será aplicada prova objetiva. Veja onde é essa oferta e como concorrer as vagas.

Instituto Federal tem mais de mil vagas em cursos técnicos gratuitos
Instituto Federal tem mais de mil vagas em cursos técnicos gratuitos (Imagem: FDR)

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) está com inscrições abertas para cursos técnicos gratuitos. A forma de ingresso e o valor da inscrição varia de acordo com a formação desejada. São 1.232 vagas para cursos presenciais e a distância em 12 unidades da instituição.

Os candidatos aos cursos técnicos integrados ao ensino médio farão prova no dia 4 de junho, das 14 às 18 horas. Enquanto para os cursos técnicos concomitantes e subsequentes a seleção acontece através de análise de histórico escolar. E para os cursos Proeja (Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica para Jovens e Adultos) as vagas serão preenchidas através de sorteio.

Cursos técnicos gratuitos no Espírito Santo

Cursos Técnicos Integrados

Campus Serra

Cursos Técnicos Concomitantes

Campus Aracruz

Campus Cachoeiro de Itapemirim

Campus Cariacica

Campus Colatina

Campus Guarapari

Campus Nova Venécia

Campus São Mateus

Campus Serra

Campus Vila Velha

Campus Vitória

 Cursos Técnicos Subsequentes

Campus Cariacica

Campus Guarapari

Campus Vitória

Cefor

Cursos técnicos Proeja

Campus Vitória

Inscrição

As inscrições podem ser feitas através do site do Ifes com pagamento de taxa no valor de:

Já para o Proeja, a inscrição é gratuita e poderá ser feita entre 17 de abril e 2 de junho presencialmente, no Campus Vitória.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a nossa editoria de Carreiras.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.
Sair da versão mobile