Crise no mercado de trabalho? Confira as Big Techs que anunciaram demissões em massa

O Google entrou para a lista de gigantes da tecnologia que anunciaram demissão em massa em seu quadro de funcionários. Além dessa big tech, outras, como a Amazon, também estão em processo de redução do número de funcionários.

Crise no mercado de trabalho? Confira as Big Techs que anunciaram demissões em massa
Crise no mercado de trabalho? Confira as Big Techs que anunciaram demissões em massa (Imagem: Montagem/FDR)

Depois de uma intensa onda da contratações, parece que o mercado de trabalho está desaquecendo, o que tem gerado uma nova onda, agora de demissão em massa. Empresas como o Google, Twitter, Amazon, e outras, anunciaram cortes gigantescos no rol de emrpregados.

Demissão em massa nas big techs

Nos últimos anos, desde o início da pandemia, as empresas de tecnologia se viram aumentando o número de funcionários por conta da demanda e posteriormente diminuindo. Confira as empresas que já anunciaram cortes desde o ano de 2020:

  • Amazon: anunciou na última semana que pretende dispensar 18.000 profissionais até o final de 2023;
  • Coinbase: em junho do ano passado a empresa comunicou  que dispensaria 1,100 pessoas, o que representa um corte de 18% no número de trabalhadores;
  • HP: pretende, até 2025, reduzir entre 4.000 a 6.000 o número de funcionários;
  • Microsoft: já iniciaou as demissões, não se sabe ao certo quantos profissionais já perderam seus empregos. no último dia 18 de janeiro a empresa anunciou uma nova rodada com 10.000 funcionários demitidos até o 3º trimestre de 2023;
  • NBCUniversal: reestruturou o canal e demitiu 37 profisisonais;
  • Netflix: passou por uma reestruturação que resultou em 30 demissões no departamento de animação, impactando 30 funcionários. Antes disso a empresa já havia demitido 300 trabalhadores;
  • Paramount Global: de acordo com o Deadline, ao menos 100 profissionais serão desligados da empresa  em Nova York e Los Angeles;
  • Roku: afirmou que por conta das condições econômicas de 2023 desanelaria o plano de contratações e deligou 200 funcionários nos Estados Unidos.
  • Shopify: já reduziu em 10% o número de trabalhadores em todo o mundo;
  • Tesla: alegando ter muitos profissionais em algumas áreas a empresa demitiu 10% do quadro de funcionários;
  • Walt Disney Company: a empresa não informou o número de demissões, mas, elas acontecerão juntamente com o congelamento nas contratações;
  • Warner Bros. Discovery: após ser vendida para a Discovery, a nova dona demitiu 150 funcionários

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a nossa editoria de Carreiras.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.