Dinheiro esquecido: há R$ 24,6 BILHÕES disponível para saque. Veja como consultar

Referente as cotas do PIS/PASEP (Programa de Integração Social / Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), existem pelo menos R$ 24,6 bilhões em dinheiro esquecido nos bancos. Quantia que espera pelo pedido de saque de quem trabalhou entre os anos de 1971 e 1988, e aqueles que são herdeiros deste mesmo público alvo.

Dinheiro esquecido: há R$ 24,6 BILHÕES disponível para saque. Veja como consultar
Dinheiro esquecido: há R$ 24,6 BILHÕES disponível para saque. Veja como consultar (Imagem: FDR)

As cotas do PIS/PASEP são referentes ao tempo de trabalho entre 1971 e 1988, mas que não foram recebidos pelo trabalhador quando era necessário. No entanto, agora está liberado para que seja sacado pelo próprio titular da conta, ou por seus herdeiros. O valor chega a uma média de R$ 2,3 mil por trabalhador, conforme estimou a Caixa Econômica Federal.

Podendo ser recebido tanto por quem trabalhou na iniciativa privada, como por aqueles que eram funcionários públicos na época citada. A Caixa Econômica é responsável por repassar o dinheiro para os funcionários da rede particular, enquanto o Banco do Brasil fica responsável pela manutenção do valor da rede pública.

Vale dizer que as cotas do PIS/PASEP são diferentes do abono salarial. Isso porque, a cota é referente aos anos anteriores, enquanto o abono vale para os anos atuais e paga no máximo 1 salário mínimo do ano vigente por 12 meses de trabalho no ano base.

Como resgatar o dinheiro esquecido?

Desde 2019 o dinheiro esquecido pelos trabalhadores está disponível para saque. No entanto, o recebimento de forma mais rápida acontece usando o aplicativo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). O sistema pode ser baixado gratuitamente para todos os trabalhadores.

O pedido acontece desta forma:

Solicitação feita pelo próprio trabalhador:

  • Acesse o App FGTS e faça login;
  • No menu, selecione a opção “Solicitar o saque do PIS/Pasep”;
  • Confira o valor disponível;
  • Informe o número da conta que pretende receber a quantia;
  • Aguarde a transferência.

Solicitação feita por dependentes do trabalhador:

  • Acesse o App FGTS e faça login;
  • No menu, selecione a opção “Outras situações de Saque”;
  • Agora, escolha “PIS/Pasep – Falecimento do trabalhador”;
  • Anexe os documentos solicitados que comprovem a situação de herdeiro;
  • Informe o número da conta que pretende receber a quantia;
  • Aguarde a transferência.

Não é necessário que a conta escolhida para depósito seja da Caixa Econômica ou do Banco do Brasil. Para quem não consegue fazer o resgate, a melhor opção é procurar a agência do banco. 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com